Família de pastor morto em acidente perdoa motorista bêbado no tribunal

O juiz disse que nunca tinha visto algo assim antes. Já a promotora foi levada às lágrimas com a reação da família.

Fonte: Guiame, com informações do Christian PostAtualizado: segunda-feira, 29 de novembro de 2021 17:33
Família do pastor Verlyn Strenge perdoou David Nelson no tribunal de Clearwater. (Foto: Reprodução/WDAY ABC)
Família do pastor Verlyn Strenge perdoou David Nelson no tribunal de Clearwater. (Foto: Reprodução/WDAY ABC)

A família de um pastor de Minnesota (EUA) que morreu depois que um motorista bêbado bateu em seu carro perdoou o homem responsável por sua morte durante julgamento no tribunal.

Em novembro de 2020, David Nelson, de 58 anos, estava dirigindo a quase 120 km/h em uma zona de 50 km/h com um teor alcoólico no sangue de 0,267. Sua picape bateu na traseira do veículo ​​do pastor Verlyn Strenge, de 69 anos, que morreu no acidente, enquanto sua esposa ficou gravemente ferida.

Um ano depois, em 14 de novembro, Nelson foi condenado a quase três anos de prisão por homicídio. Na audiência de Nelson no tribunal, a família e a congregação de Verlyn, que era pastor da Primeira Igreja Batista em Clearbrook, compartilharam palavras de perdão — o tema do último sermão do pastor antes de morrer.

A viúva, filha e filho do pastor Verlyn se aproximaram de Nelson para abraçá-lo após ouvir os depoimentos. Eles disseram que o perdoavam e que oravam por ele e sua família. Eles enfatizaram que ele precisa perdoar a si mesmo.

“Fomos muito perdoados; como poderíamos não te perdoar?”, disse Rick Moore, um membro da igreja.

“Nós te perdoamos, Sr. Nelson”, disse a filha de Verlyn, Jayme Nelson. “Por mais difícil que tenha sido no início, queremos que você saiba que temos orado por você no ano passado porque sabemos que sua vida foi afetada pelo maior erro de sua vida.”

O juiz Eric Schieferdecker disse que o ato de perdão foi algo que ele nunca tinha visto antes. A promotora do condado, Katy Lorsbach, foi levada às lágrimas com a reação.

Na audiência, Nelson se desculpou por suas ações: “Aprecio muito o aspecto do perdão que eles trouxeram. Decidi hoje que não iria pedir isso”, disse ele. 


O pastor Verlyn Strenge e sua esposa. (Foto: Reprodução/WDAY ABC)

Verlyn, que pastoreou a Primeira Igreja Batista por 25 anos, foi descrito como um “estudante devoto dos ensinamentos da Bíblia”.

“Ele lia a Bíblia pelo menos 6 vezes por ano e guardava muitos versículos na memória”, diz seu obituário. “Seu amor por Cristo ajudou a erguer inúmeras comunidades e pessoas necessitadas. Verlyn fez várias viagens à Ucrânia para ajudar nos acampamentos de jovens em uma igreja irmã. Sua forte fé e amor por viagens levaram ele e sua esposa à Jordânia e Israel em 2020. Esta viagem foi um ponto alto precioso na vida de Verlyn.”

"Verlyn deu amor e energia infinitos às comunidades e pessoas a quem serviu. Ele presidiu inúmeros casamentos, batismos, eventos da vida e funerais. Ele estava lá para famílias em crise e tempos de luta, e em tempos de celebração e triunfo.”

Siga-nos

Mais do Guiame