"Eu estava arruinando o meu corpo, que é templo do Espírito Santo", diz ex-transgênero

KathyGrace foi abusada pelo próprio irmão e por isso achou que deveria viver como homem.

Fonte: Guiame, com informações do Christian TodayAtualizado: quarta-feira, 16 de agosto de 2017 13:33
KathyGrace passou a esconder seu gênero verdadeiro após grande trauma. (Foto: Reprodução).
KathyGrace passou a esconder seu gênero verdadeiro após grande trauma. (Foto: Reprodução).

KathyGrace Duncan passou anos vivendo como “Keith”. Ela assumiu um papel de homem e foi tão convincente que nem sua namorada e nem os membros de uma igreja que ela frequentava tinham ideia de que era realmente uma mulher. KathyGrace cresceu em Portland, Oregon (EUA) e se lembra de querer ser um menino desde muito nova.

Sua casa não tinha ordem. Seu pai era abusivo com sua mãe. Então, mais tarde, seu meio-irmão abusou sexualmente dela. Ela então achou que seria melhor virar um homem forte e afirmado. Em entrevista para o site The Christian Post, ela revela a jornada de uma mulher cristã que transitou para um homem e que voltou a ser mulher novamente quando entendeu verdadeiramente a vontade de Deus.

Aos 20 anos, KathyGrace vivia como “Keith”. Ela tomou os hormônios necessários para a transição e teve uma mastectomia completa. Ela era uma cristã comprometida e ativa em sua igreja. Mas, as coisas não funcionaram tão bem quando descobriram a verdade sobre seu gênero e pediram que fosse embora.

"Eles basicamente disseram: ‘Nós o amamos, mas não podemos deixar você voltar aqui’", disse ela. Foi difícil de aceitar, mas incrivelmente, isso não afastou KathyGrace da igreja e ela foi atrás de outra. Isso aconteceu através de uma garota cristã que conheceu quando estava morando em Vancouver, Washington, que a levou para a igreja.

Uma mulher escondida

Seu gênero real estava tão bem escondido que ninguém na igreja e nem mesmo sua namorada na época tinha ideia de que ela era realmente uma mulher. Ao mesmo tempo, ela estava se aprofundando em seu desejo de conhecer o Senhor e não sabia que Deus estava prestes a agarrá-la de uma maneira radical.

Uma noite, o grupo de estudo bíblico dos jovens adultos estava ministrando sobre 1 Coríntios 6 e os ensinamentos do apóstolo Paulo sobre o corpo sendo o templo do Espírito Santo. Era um momento em que a luz da Palavra mudaria KathyGrace para sempre. Ela entendeu que não podia mais viver como homem.

"Alguma coisa me pareceu errada e eu me questionava: ‘O que eu fiz?’. Se meu corpo era um templo, eu estava arruinando meu templo”, disse. Ao contrário de sua igreja anterior, KathyGrace revelou a verdade ao pastor e, embora ele tenha admitido que não sabia bem o que fazer, ele concordou em caminhar ao lado dela e ajudá-la a encontrar um conselheiro para dar auxílio.

Restauração

Nessa altura, ela tinha 30 anos, mas pela primeira vez em sua vida, ela realmente queria viver como o gênero que Deus lhe deu, uma mulher. Agora, 24 anos depois, ela ainda está feliz por ser uma mulher, mas também tem uma mensagem poderosa para os cristãos. Ela quer que eles parem de citar as Escrituras em pessoas transgêneros e, em vez disso, trabalharem na construção de um relacionamento pessoal com eles, primeiro.

"Eles [pessoas transgênero] não chegaram assim da noite para o dia. Eles não serão curados de uma hora para outra", disse ela. "E os cristãos precisam estabelecer um relacionamento. Eles não podem simplesmente entrar e pensar que vão trazer cura. Você precisa estabelecer esse lugar de confiança. E como você está caminhando ao lado de uma pessoa transgênero, não faça deles um projeto. Eu tinha que saber que eu era amada e que as pessoas que estavam caminhando comigo me amavam e que não iriam me empurrar para um lugar onde eu ainda não poderia ir", finalizou.

Siga-nos

Mais do Guiame