Cristolândia vai às ruas em movimento contra as drogas no litoral de SP

Fonte: Guiame, Luana NovaesAtualizado: terça-feira, 19 de abril de 2016 15:46
Jovens que fazem parte do projeto Cristolândia e membros da Igreja Batista percorreram mais de 1 km. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)
Jovens que fazem parte do projeto Cristolândia e membros da Igreja Batista percorreram mais de 1 km. (Foto: Guiame/ Marcos Paulo Corrêa)

Jovens que foram resgatados da dependência química se uniram a centenas de pessoas para dizer “não às drogas” pelas ruas da cidade de Santos, litoral de São Paulo, na última quinta-feira (14).

A caminhada, que teve início espaço da CBB 2016 e foi concluída na Praça das Bandeiras, promoveu o Movimento Nacional de Prevenção ao Uso de Drogas, da Junta de Missões Nacionais da Igreja Batista.

Com frases de incentivo como “viver é prevenção, verdadeira proteção”, jovens que fazem parte do projeto Cristolândia e membros da Igreja Batista percorreram mais de 1 km levando a mensagem de prevenção ao uso de drogas aos moradores da cidade.

Durante a passeata, emocionantes louvores foram entoados com fervor pelos participantes. Para o regente do Coral Cristolândia, Gerson Machado, participar de um momento como este foi ver o cumprimento da Bíblia.

“Os que estavam nas drogas estão saindo para resgatar os outros. A sensação é a melhor, não tem como descrever. A melhor coisa do reino é essa: buscar os perdidos, proclamar o reino, e dizer que Ele está vivo”, disse Machado em entrevista ao Guiame.

Ao final do percurso, os participantes se reuniram em frente a um pequeno palco montado na orla da praia. De acordo com Anair Bragança, gerente executiva de Ação Social da JMN, o “Movimento Viver” é uma marca que simboliza a “escolha pela vida”, sem o uso de drogas.

“Jesus Cristo é o líder deste movimento, nós cremos que Deus pode mudar a história da nossa nação. Nós não precisamos viver num estágio de opressão porque os nossos jovens estão se envolvendo com drogas. A nossa mensagem de hoje é: vamos viver”, disse Bragança.

O pastor Fernando Brandão, diretor executivo da JMN, explicou ao Guiame que o objetivo do movimento é envolver a família, a igreja, a escola e a sociedade civil para trabalhar pela prevenção.

“Milhares de pessoas morrem todos os anos, vítimas das drogas. Há uma matança nesse País. No ano passado, mais de 60 mil pessoas foram assassinadas, a grande maioria, vítimas como consequência das drogas”, lamentou Brandão.

Ações nas escolas

Dias anteriores à caminhada pelas ruas, o Movimento Viver atuou em três escolas públicas da cidade de Santos.

Para as crianças, foram distribuídos um gibi da “Turma do Marapé”, onde foi proposto que os alunos construíssem um novo final para a história de um menino que se envolveu com drogas. Os três que mais se destacaram na ação foram homenageadas e presenteados no evento.

Outro trabalho foi realizado também com jovens e adultos que estão em condição de liberdade assistida, em uma das escolas. De acordo com a secretária de Educação de Santos, Venuzia Fernandes do Nascimento, os resultados foram positivos. “O trabalho foi incrível, ao ponto de os professores pedirem para que a igreja retorne”, disse ela ao Guiame.

Diante dos problemas enfrentados nas escolas com as drogas e infrações cometidas por menores de idade, Venuzia ressalta que a parceria com as igrejas tem contribuído para ações de maior impacto.

“Eu, como secretária e evangélica, acredito muito nisso, que cada um tem que fazer a sua parte. Então, acredito que a igreja pode contribuir — como tem contribuído — na questão da prevenção, na questão de valores, mostrando aos jovens que temos um outro caminho.

Venuzia observou que muitas igrejas trabalham em parceria com a prefeitura de Santos na educação infantil e integral. “A igreja está mostrando às crianças, jovens e seus familiares que existe uma outra forma de se viver, existe outra forma de ser feliz e serem pessoas de bem. Se cada igreja se conscientizasse do seu papel nesse momento atual, nós seríamos não somente uma Santos melhor, mas um país muito melhor”, disse ela.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame