Chinesa pega livro em biblioteca sem saber que era Bíblia, conhece Jesus e vira pastora

Aos 25 anos, Yvonne encontrou um livro de capa preta com o título “Antigo Testamento e Novo Testamento'' na prateleira e por curiosidade decidiu ler.

Fonte: Guiame, com informações de Eternity NewsAtualizado: quarta-feira, 1 de setembro de 2021 20:02
Uma visita à biblioteca mudou a vida de Yvonne para sempre. (Foto: Reprodução/ Facebook Eternity News).
Uma visita à biblioteca mudou a vida de Yvonne para sempre. (Foto: Reprodução/ Facebook Eternity News).

Uma visita à biblioteca mudou a vida de Yvonne para sempre. Ela nasceu na China na década de 1970 numa família de empresários. De origem humilde, seu pai era movido pela busca de riqueza com o propósito de dar segurança a sua família.

Na época, o governo comunista considerada o acumulo de capital ilegal e o pai de Yvonne chegou a ser preso. Mas tudo mudou nos anos 1990, quando a China abriu sua economia. Foi quando Yvonne começou a trabalhar nos negócios da família, com a intenção de estabelecer seu próprio reino.

“Ao mesmo tempo, meus pais praticavam a adoração aos ancestrais. Eles queriam fortuna e boa sorte, por isso costumavam ir ao templo orar pela prosperidade. Mas eu não gostava de religião. 'O budismo é para os tolos e o cristianismo é para os fracos'. Também presumi que o cristianismo era para os ocidentais e não estava interessado nele”, contou a chinesa ao Eternity News. 

Já adulta e independente financeiramente aos 25 anos, certo dia Yvonne foi à biblioteca procurar um livro para ler. Olhando as prateleiras, a jovem encontrou um livro de capa preta com o título “Antigo Testamento e Novo Testamento''. Como nunca tinha ouvido falar da obra, ela pegou emprestado por curiosidade, sem saber que se tratava da Bíblia Sagrada.

“Eu li uma história sobre Jacó lutando com Deus. Achei que fosse mitologia grega”, disse ela. “Fui para casa e li o livro como um romance. Não entendia muito, mas gostava das histórias e da literatura sapiencial. Os Salmos tocaram meu coração”.

No final do mês, Yvonne não tinha acabado de ler toda a Bíblia, mas como na China se paga o empréstimo de livros por dia, ela precisou devolver à biblioteca. Ao devolver a obra, o bibliotecário falou: “Você leu a Bíblia! Eu não deveria cobrar você para ler a Bíblia”.

Foi só então, que a jovem chinesa descobriu que estava lendo a Palavra de Deus. “Então ele me devolveu meu dinheiro. Eu fiquei muito surpresa. Eu não sabia que estava lendo a Bíblia!”, contou.

Conhecendo o autor da Bíblia

Yvonne ficou interessada no livro sagrado e perguntou ao homem onde poderia comprar um exemplar para terminar a leitura. O bibliotecário afirmou que a igreja local teria uma Bíblia para lhe dar.

No domingo seguinte, a jovem foi ao culto da igreja local. “Alguém me deu um livro de hinos. Ainda me lembro da letra do primeiro hino. 'Venha para casa, volte para casa.' Eu cantei junto e parecia uma música do céu. Eu estava chorando. Parecia que alguém estava me chamando para casa. Não entendi muito do sermão, mas a oração foi linda para mim”, relatou.

No momento final do culto, sem saber o que fazer, Yvonne começou a imitar a senhora que estava ao seu lado. “Eu ouvi suas orações. Ela estava orando por outras pessoas. Foi tão lindo e urgente. Nunca tinha ouvido uma oração assim. No templo budista, nós apenas orávamos por riquezas para nossa família. Então eu disse a Deus: 'Uau, se você for real, quero que seja meu Deus”, disse.

E assim foi o começo da jornada de Yvonne com Jesus. Ela passou a frequentar a igreja, comprou uma Bíblia e leu toda. Hoje, depois de 20 anos, a chinesa é pastora em uma igreja de língua Mandarim e continua apaixonada pelo poderoso livro que descobriu numa biblioteca. 

“Jesus é tão real para mim! E suas palavras na Bíblia são tão preciosas para mim! Eu quero proclamar sua Palavra! Olhando para trás, não sabia muito quando respondi a Deus pela primeira vez. Mas nem sempre temos um conceito completo de Deus quando respondemos”, testemunhou Yvonne.

"Já passei por muitos momentos difíceis. Mas Deus me trouxe a um 'lugar espaçoso'. Tive que encontrar minha verdadeira segurança em Jesus. Aprendi a confiar nele, não em mim”, refletiu.

A pastora ainda revelou qual seu versículo favorito: “ É Isaías 43: 1, 'Não temas, porque eu te remi; Eu o convoquei pelo nome; você é meu’”.

 

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame