Ator de Paixão de Cristo diz que sentiu ‘batalha espiritual’ na cena da crucificação

O ator Jim Caviezel conta as batalhas físicas e espirituais que enfrentou na cena.

Fonte: Guiame, com informações do WNDAtualizado: segunda-feira, 16 de agosto de 2021 16:49
Cena do filme A Paixão de Cristo (2004), dirigido por Mel Gibson. (Foto: Reprodução)
Cena do filme A Paixão de Cristo (2004), dirigido por Mel Gibson. (Foto: Reprodução)

O ator Jim Caviezel nunca imaginou as batalhas físicas e espirituais que teria de enfrentar em 2004, enquanto atuava como Jesus em “A Paixão de Cristo” (2004), dirigido por Mel Gibson.

"O chicote passou por cima e eu tive um corte de 35 centímetros nas minhas costas. Eu caí como em um jogo de futebol, quando você fica sem fôlego. Eu vi Deus”, disse Caviezel à congregação da Rock Church em San Diego, na Califórnia.

Caviezel lembra que se sentiu constantemente indigno de fazer o papel do Salvador. “Nunca pensei que fosse bom o suficiente”, observou.

O acontecimento mais marcante para ele foi no último dia de filmagem, durante a cena da crucificação. Caviezel disse que sentiu uma intensa batalha espiritual enquanto subia a colina.

“Senti uma presença maligna me cobrir. 'Você é um homem morto'. Me lembro de ter pensado que esta era a melhor notícia que já tive, porque sabia que se eu morresse, eu iria para o céu”, relatou.

Caviezel lembra que, enquanto estava na cruz, seu estava azulado por causa da pneumonia e dos problemas respiratórios que tinha. De forma inesperada, um raio o atingiu enquanto ele estava pendurado.

“As pessoas testemunharam uma iluminação ao redor do meu corpo e um fogo no lado direito e esquerdo da minha cabeça. E por um momento eu estava olhando para mim mesmo de fora do meu corpo”, disse ele. “Quando fui atingido, todos caíram de cara. O chão tremeu e essa foi a última cena do filme.”

Mensagem de fé e perdão ao aborto

Hoje, Caviezel faz parte de uma série bíblica em áudio do Novo Testamento, chamada “Palavra da Promessa”.

Reconhecendo que muitos estão passando por tempos difíceis, Caviezel disse: “Você tem que levar Jesus Cristo para dentro da sua vida todos os dias. Ele é aquele que te incentiva a jejuar, não apenas orar uma vez por semana. O Evangelho é real! Não é algo você apenas põe de lado”.

Antes de encerrar sua palestra, Caviezel fez um apelo especial a qualquer pessoa que tivesse feito um aborto.

“Muitas pessoas são parte deste grande pecado neste país [EUA]. Todos esses [bebês] são filhos de Deus e Ele os leva para casa. Agora Ele quer trazer você para casa. Você acha que seu amigo tem mais graça [para te dar] do que Deus? Seu amigo tem mais amor do que o Criador? Nunca. Deus te perdoa e agora Ele precisa que você recomece, que aceite o perdão.”

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame