Surdo se liberta de vício após ser evangelizado em língua de sinais, na Nigéria

O deficiente auditivo viu um missionário pregando nas ruas da Nigéria em linguagem de sinais e foi impactado pelo Evangelho.

Fonte: Guiame, com informações de Mission Network NewsAtualizado: segunda-feira, 12 de junho de 2017 16:24
A organização DOOR International realiza missões na Nigéria com foco nos surdos. (Foto: DOOR International)
A organização DOOR International realiza missões na Nigéria com foco nos surdos. (Foto: DOOR International)

Obafemi Femi saiu de sua aldeia natal e se mudou para Lagos, no sudoeste da Nigéria, há alguns anos, com o sonho de mudar de vida. No entanto, por causa de sua deficiência auditiva, tudo o que ele conseguiu foi trabalhar com faxina.

O dinheiro acabou mesmo antes de pagar as contas e usar o dinheiro para sustentar a família. Por isso, Femi se começou a distrair suas frustrações com o álcool e sua vida rapidamente saiu do controle.

Sempre que Femi recebia um cheque de pagamento, ele acabava gastando com bebidas, deixando sua casa sem comida e outros itens essenciais. Não demorou muito para que sua esposa o deixasse e levasse as crianças com ela. Com isso, Femi se afundou ainda mais no vício.

Certa noite, Femi saiu para beber depois do trabalho e se deparou com uma multidão que se reuniu em torno de um estranho. Movido pela curiosidade, o nigeriano se aproximou.

Era um missionário surdo da organização DOOR International, que estava pregando o Evangelho e ensinando sobre o plano de salvação de Deus na Linguagem de Sinais Nigeriana.

“Eu senti Deus falando fortemente ao meu coração que estava na hora de fazer tomar uma atitude, porque minha vida como estava me levaria para o túmulo”, disse Femi. “Eu me senti muito culpado pela minha vida pecaminosa. Falei com o homem surdo e pedi para ele orar por mim. Depois que da oração, eu fiquei faminto e queria conhecer mais a Deus”.

“Eu comecei a frequentar as comunhões entre crentes surdos e minha vida mudou radicalmente”, Femi acrescenta. “Estou sempre ansioso para a próxima vez que eu irei na comunhão com os crentes surdos para aprender a Palavra de Deus”.

Depois da conversão de Femi  ao cristianismo, ele se reconciliou com sua esposa e voltou a morar com seus filhos. O nigeriano percebeu a dor que causou em seus entes queridos e tem buscado o perdão.

“A vida do Femi mudou. Ele é uma nova pessoa, uma nova criatura em Cristo e Deus está fazendo uma grande obra”, disse Rob Myers, presidente da DOOR International.

“Através do trabalho da DOOR e de nossas organizações parceiras, a esperança está alcançando os surdos na Nigéria”, Myers acrescentou.

Siga-nos

Mais do Guiame