Polícia chinesa vigia e persegue fiéis durante passeio de igreja por temer batismo

Os membros da Igreja Trinity Gospel Harvest tiveram suas reservas no hotel canceladas pela polícia.

Fonte: Guiame, com informações de Internacional Christian ConcernAtualizado: terça-feira, 21 de setembro de 2021 13:05
 Os membros da Igreja Trinity Gospel Harvest tiveram suas reservas no hotel canceladas pela polícia. (Foto: Getty Images / Kevin Frayer).
Os membros da Igreja Trinity Gospel Harvest tiveram suas reservas no hotel canceladas pela polícia. (Foto: Getty Images / Kevin Frayer).

A polícia vigiou e interrompeu as comemorações de aniversário de uma igreja doméstica de Shenzhen, na China, e perseguiu os seus membros, temendo que fossem realizar um batismo de novos convertidos. 

Em comemoração ao aniversário de 5 anos da Igreja Trinity Gospel Harvest, os membros planejaram uma viagem à praia de Huizhou no dia 5 de setembro e fizeram reservas num hotel local. Antes da viagem, as autoridades do estado ameaçaram o pastor da congregação, Mao Zhibin, e quatro fiéis, ordenando que não fossem no passeio, de acordo com o International Christian Concern (ICC).

No dia 4 de setembro, ao fazerem check-in no hotel em Huizhou, o proprietário informou que eles não poderiam mais se hospedar e que seriam reembolsados. A polícia local havia notificado todos os hotéis a não permitirem a entrada dos membros da igreja. 

O dono do restaurante em que os cristãos haviam almoçado, ofereceu um local para eles ficarem. Mas, cinco membros que estavam na lista negra da polícia, incluindo o pastor da igreja, Mao Zhibin, tiveram dificuldades para encontrar um lugar para ficar. Logo depois, eles conseguiram hospedagem na casa de um fazendeiro.

No mesmo dia, às 22h, a polícia revistou os cristãos que foram recebidos pelo dono do restaurante e o proprietário foi interrogado até às 4h do dia seguinte.

No dia 5 de setembro, a praia de Huizhou estava lotada de policiais, porque as autoridades de Shenzhen e Huizhou presumiram que os membros da Igreja Trinity fariam um batismo no lugar.

A Igreja Trinity Gospel Harvest tem sido vigiada pela polícia chinesa, desde que seus líderes assinaram “Uma Declaração para o Bem da Fé Cristã”, escrita pelo conhecido pastor Wang Yi, defendendo a liberdade religiosa. 

Além disso, a igreja doméstica passou a estar no radar das autoridades, porque tem muitos ativistas entre seus membros. Como Cheng Yuan, um defensor dos direitos humanos, que foi preso por suas atividades em ONGs em 2019.




Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame