Mulher é estuprada por causa de sua fé em Jesus, mas perdoa abusador

Uma mulher foi violentada pelo próprio tio do marido por causa de sua fé em Jesus, depois que ela e sua família foram evangelizados em sua aldeia, no Vietnã.

Fonte: Guiame, com informações de Portas AbertasAtualizado: quarta-feira, 25 de outubro de 2017 13:26
Imagem ilustrativa. Mulher foi violentada por causa de sua fé em Jesus. (Foto: Portas Abertas)
Imagem ilustrativa. Mulher foi violentada por causa de sua fé em Jesus. (Foto: Portas Abertas)

Uma mulher foi violentada pelo próprio tio do marido por causa de sua fé em Jesus, depois que ela e sua família foram evangelizados em sua aldeia, no Vietnã.

Seu sogro, Thao Apao, se converteu ao cristianismo em abril de 2016 através do primeiro convertido de da aldeia Hmong no Vietnã, Vang Atu. Um dia depois de aceitar Jesus, Thao foi a uma reunião de oração na casa de Vang com seu filho e sua nora pela manhã.

No caminho, eles pararam na casa do irmão mais novo de Thao para convidá-lo, mas ele recusou o convite e ficou furioso ao saber que os três haviam deixado suas crenças animistas.

Thao foi denunciado por seu irmão às autoridades locais e, sob o comando dele, foi amarrado por moradores com uma corda, com a qual também foi açoitado seis vezes.

“Depois de me baterem, eles me levaram para o centro cultural e me forçaram a assinar um papel. Mas no meio do grupo, uma mulher que eu não conhecia e estava atrás de mim puxou meu braço e sussurrou: ‘Não perca sua esperança em Jesus’”, disse o cristão à organização Portas Abertas.

As palavras daquela mulher o encorajou a não assinar o documento, que atestaria a negação de sua fé em Jesus. Ele foi ameaçado a ser expulso de sua tribo pelo secretário do vilarejo, mas respondeu: “Eu nunca negarei minha fé em Jesus, porque ele é a minha salvação e já me redimiu”.

Thao e sua família passaram a ser insultados e zombados por parentes e vizinhos. O momento mais difícil foi quando seu irmão abusou de sua nora. “Ele fez isso porque queria que nós ficássemos com raiva dele e revidássemos. Mas meu filho, minha nora e eu não revidamos. Nós o perdoamos e decidimos abandonar nosso vilarejo”, disse ele, com os olhos marejados.

Lugar de refúgio

Semanas depois do incidente, Thao e Vang ouviram falar de uma igreja na região central do Vietnã que poderia ajudá-los. Foi quando eles e suas famílias se mudaram para essa província e encontraram o Pastor Trang, que os recebeu em sua casa. O pastor dessa igreja os conectou à Portas Abertas e, em julho deste ano, a organização providenciou casas para ambas as famílias no vilarejo.

“Eu agradeço a Deus e a todos vocês por arranjarem uma casa para mim e minha família. Agora tenho um lugar para onde posso ir quando estou cansado, e encontrar segurança e descanso”, declarou Vang.

Ele mantém o desejo de voltar à sua tribo para compartilhar o Evangelho e conta com as orações de cristãos do mundo inteiro. “Ore para que eu nunca deixe de seguir a Jesus, até encontrá-lo no céu”, é o seu pedido.

Siga-nos

Mais do Guiame