Missionário atravessa geleiras para compartilhar o Evangelho no norte da Sibéria

No lugar não há estradas, e as pessoas usam lagos e rios congelados para se locomover em renas ou motos de neve.

Fonte: Guiame, com informações da CBN NewsAtualizado: quarta-feira, 4 de março de 2020 15:47
O missionário Peter Khudi viaja regularmente à Sibéria para ministrar aos moradores. (Foto: Reprodução/CBN News)
O missionário Peter Khudi viaja regularmente à Sibéria para ministrar aos moradores. (Foto: Reprodução/CBN News)

O missionário cristão Peter Khudi leva a cabo a ordenança de Jesus para que todos os cristãos preguem o Evangelho até os confins da terra, já que Khudi faz isso literalmente no norte da Sibéria, região considerada como o fim do mundo.

Missionários chega em Yamal para compartilhar o Evangelho com moradores. (Foto: Reprodução/YouTube)

“Não há estradas aqui. As pessoas usam lagos e rios congelados para se locomover em renas ou motos de neve”, relata George Thomas, que acompanha o evangelista até um dos lugares mais remotos do planeta.

Essa é a vida na tundra gelada de uma cidade remota na Rússia, onde a temperatura geralmente oscila entre menos 30 e menos 60 graus centígrados de temperatura.

Mesmo essas condições insanamente brutais na Península de Yamal, que se traduz como o “fim do mundo”, não impedem os cristãos de fazer a difícil jornada para compartilhar as boas novas do Evangelho.

Crianças de Yamal recebem presentes entregues pelo missionário chinês. (Foto: Reprodução/YouTube)

Thomas fez a louca jornada de quatro horas em moto de neve ao lado de um missionário Khudi que fazia essa viagem regularmente para ministrar a esse grupo remoto de pessoas.

Além de compartilhar o evangelho, o missionário leva presentes para as crianças.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame