Mais de 700 cristãs são estupradas e forçadas ao casamento muçulmano todos os anos

Os dados apresentados em um evento organizado pela organização Ajuda à Igreja que Sofre (ACN, na sigla em inglês), no Reino Unido.

Fonte: Guiame, com informações de Pakistan Christian PostAtualizado: sexta-feira, 1 de dezembro de 2017 21:23
Imagem ilustrativa. Mais de 700 cristãs são estupradas e forçadas ao casamento muçulmano todos os anos. (Foto: Reprodução)
Imagem ilustrativa. Mais de 700 cristãs são estupradas e forçadas ao casamento muçulmano todos os anos. (Foto: Reprodução)

Cerca de 700 meninas cristãs são sequestradas, estupradas e forçadas ao matrimônio islâmico todos os anos no Paquistão, segundo dados apresentados em um evento organizado pela Ajuda à Igreja que Sofre (ACN, na sigla em inglês), no Reino Unido.

Segundo informações de um relatório produzido pela ONG muçulmana Movimento de Solidariedade e Paz, em 2014, a idade média das meninas sequestradas é de 13 anos.

“Quando eu penso no que essas garotas tiveram que passar, eu me estremeço, eu me sentiria totalmente perdida em uma situação semelhante e estou certa de que perderia toda a esperança. Então, eu escolho falar por elas”, disse Hannah Chowdhry, voluntária da ACN e oradora do evento.


Hannah Chowdhry discursando ao lado do pai, presidente da Associação Cristã Paquistanesa Britânica. (Foto: Pakistan Christian Post)

“Eventos como este oferecem uma oportunidade para aumentar a conscientização sobre a perseguição mundial de cristãos e pessoas de outras religiões. Infelizmente, muitas vezes as pessoas que ouvem essas mensagens não fazem nada para trazer mudanças à terrível perseguição. É essa apatia que permite que a perseguição continue”, completou a jovem.

Hannah, que é filha de Wilson Chowdhry, presidente da Associação Cristã Paquistanesa Britânica, acrescentou: “Estou orando para que os líderes paquistaneses se sintam envergonhados de seu tratamento das minorias e mudem o atual sistema político e social injusto em sua nação”.

Siga-nos

Mais do Guiame