Mais de 50 detentos são batizados após evangelismo em presídio de Itajaí

Ministério Salvação na Prisão existe há cinco anos e é composto por quatro cristãos.

Fonte: Guiame, com informações do site Notícias AdventistasAtualizado: quinta-feira, 21 de setembro de 2017 15:18
O batismo aconteceu no pátio da prisão. (Foto: ASN).
O batismo aconteceu no pátio da prisão. (Foto: ASN).

Quatro cristãos se lançaram em uma missão, pregar no presídio. O desafio que parecia grande está começando a dar bons frutos. Esses resultados confirmam o esforço do trabalho evangelístico. Os missionários urbanos levam a Palavra de Deus para cerca de 150 detentos do Complexo Penitenciário de Itajaí. Eles vão até o local sempre aos sábados para falar de Jesus.

No último sábado (16), eles contemplaram resultados da missão, que continua em atividade. Foram 55 presos batizados dentro da própria penitenciária. Cada vida atingida pelo Evangelho é uma grande conquista. Mas, para isso, é necessário desprendimento. O trabalho começa bem cedo, às 6 da manhã e só termina 12 horas depois, às 18h.

Segundo os missionários, são realizados vários cultos durante o dia. eles acabam se privando de se congregarem em suas igrejas com seus familiares, mas fazem isso para levar a Palavra de Deus aos detentos. “Esse grupo aqui tomou aquelas palavras de Jesus, em Mateus 25: ‘Estive preso e fostes me visitar’. Esse grupo aqui ama esse ministério. É uma dedicação exclusiva e com muitos frutos”, ressalta Antônio Mendes, pastor em Itajaí.

Salvação na Prisão

O chamado Ministério Salvação na Prisão já existe há cinco anos e, atualmente, resiste com o trabalho desses quatro adventistas, na penitenciária masculina. Eles sabem quem são os maiores beneficiados: “É um trabalho muito proveitoso e muito benéfico não só para eles, mas principalmente para nós. Nós também somos transformados. Além disso, é um trabalho feito fisicamente por nós, mas compartilhado pelas orações de muitos outros irmãos da cidade”, explica o voluntário Ubiratan Borba Barreto.

Foi no próprio pátio de umas das alas do complexo penitenciário onde aconteceu a cerimônia de batismo. O momento foi conduzido pelos pastores João Nicolau, evangelista da Igreja Adventista no centro sul de Santa Catarina, e Homero Bubna, líder da Educação Adventista para a mesma região. Houve também a participação do trio Uniart Vocal. A emoção chegou até os convidados.

“A única coisa que consigo pensar aqui é que a salvação é para todos. Ainda que nós mesmos tenhamos alguma distinção, não existe diferença para Deus”, colocou Sandra Veiga Clemer, cantora do trio Uniart Vocal.

Os voluntários fazem vários cultos e pregam para cerca de 150 presos. (Foto: ASN).

O momento foi de grande impacto e importância para os detentos. Uma oportunidade para que eles possam ter um novo tempo em suas vidas. “Eu quero uma vida nova para mim, para minha família e para as pessoas que estão ao meu redor. Entendo que seguir os caminhos Dele é o único caminho. É uma verdade”, disse o agora batizado Francisco Albuquerque.

Já Robson Shuler Fortes pontua: “A metade da minha vida eu já joguei fora, então a outra metade eu quero dedicar a Ele, nosso Senhor Jesus, que na cruz do calvário morreu por nossos pecados. Por isso hoje eu desejo que seja tudo por Ele”.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame