Incidentes atuais de perseguição religiosa

Incidentes atuais de perseguição religiosa

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:14

Chhattisgarh - A polícia de Sivaho Dhamtari prendeu em 29 de agosto, três cristãos após extremistas hindus entrarem com uma queixa de atraírem pessoas para se converterem ao cristianismo, oferecendo-lhes dinheiro e "falsas esperanças". Uma fonte informou que os extremistas lançaram recentemente uma série de ataques contra o pastor Dilip Chakravarty, Ganga Ram e Shankar Lal da Igreja de Deus, acusando-os de conversão forçada e tentaram forçar Ram e Lal a se "reconverterem" ao hinduísmo. Ram e Lal sofreram fraturas nas mãos e nos pés pelos ataques. Líderes cristãos locais disseram que não ocorreram conversões forçadas. Os três cristãos foram acusados com a lei de número 295 (a) do Código Penal indiano por "atos deliberados e maliciosos destinados a indignação de sentimentos religiosos de qualquer classe, insultando a religião", e foram enviados para a prisão de Dhamtari distrito no mesmo dia.

Karnataka - Cristãos de Madalawada, Haliya enfrentam um boicote social e o rev. Philip Rock da Igreja São Sebastião foi acusado de "causar desarmonia" após os cristãos se recusarem a seguir os rituais hindus. Em um esforço de parar a propagação da cólera na aldeia, líderes hindus locais, em 24 de agosto, incitaram os moradores a rezar a um deus hindu, dizendo-lhes para não trabalharem em duas terças-feiras e três sextas-feiras, segundo Conselho Global de Cristãos Indianos. Rock aconselhou os cristãos a não cumprirem os rituais hindus, e retomarem suas atividades diárias. Os extremistas hindus boicotaram as empresas e lojas de comércio tradicional de cristãos, impediram estudantes de escolas cristãs e recusaram colaborar na reparação de equipamentos das fazendas dos cristãos. Uma investigação policial está em andamento.

Nova Delhi - Extremistas hindus do Rashtriya Swayamsevak Sangh (RSS) e Bajrang Dal atacaram o pastor Isaac Laal, em 22 de agosto no Bhavana, Dariyakala Pura, Nova Deli, enquanto voltava para casa após uma missa de domingo. A Associação Evangélica da Índia informou que extremistas armados pararam e o levaram à Prefeitura municipal, onde cerca de 150 membros da RSS estavam em reunião. Os extremistas acusaram Laal de conversão forçada e o espancaram, deixando o pastor com lesões internas. O encarregado da investigação da delegacia de Bawana, disse ao Compass que a polícia investiga o caso, mas não houve registro de um primeiro relatório de informações.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame