Igreja se reúne a céu aberto no Rio para pregar a quem não tem internet

Em uma comunidade na qual muitos não conseguem acompanhar os cultos online, uma igreja está fazendo reuniões ao ar livre, seguindo as medidas de segurança.

Fonte: Guiame, com informações da Baptist PressAtualizado: segunda-feira, 11 de maio de 2020 15:00
No culto ao ar livre, as pessoas ficam a uma distância segura para evitar a propagação do Covid-19. (Foto: International Mission Board)
No culto ao ar livre, as pessoas ficam a uma distância segura para evitar a propagação do Covid-19. (Foto: International Mission Board)

Embora muitas igrejas tenham feito cultos online durante o período da quarentena, muitas famílias de uma comunidade carente no Rio de Janeiro não têm acesso à internet. 

Para continuar apoiando as pessoas afetadas em meio ao isolamento social, o pastor Elidiomar e sua esposa, Arianne, pensaram em fazer um lanche para as crianças da igreja. Mas para Maria Isabel, de 12 anos, a comida não é suficiente.

“Precisamos cantar louvores a Deus, ouvir a Palavra de Deus e orar a Deus”, disse a garota.

Desde então, é exatamente isso que acontece todas manhãs de domingo, no espaço em frente à igreja. As cadeiras são higienizadas, separadas a um metro e meio de distância e a Palavra de Deus é pregada.

Sem higiene adequada e com roupas rasgadas, Maria Isabel e seus irmãos começaram a frequentar um estudo bíblico em seu bairro há dois anos. O estudo bíblico se transformou em uma igreja e eles começaram a aprender sobre Cristo com a ajuda de Elidiomar e Arianne.

Cristo tem transformado a vida de Maria Isabel e seus irmãos, que vêm deixando o comportamento agressivo e rebelde que costumavam ter. Nas últimas semanas, a mãe das crianças também esteve presente nos pequenos cultos ao ar livre.


Maria Isabel (à direita) sorri com seu grupo de discipulado e Arianne, que lidera a igreja com o marido. (Foto: International Mission Board)

“Nos dias sem culto na igreja, Maria Isabel e as outras crianças passam o tempo perambulando pelas ruas e brincando lá fora. Não há distanciamento social”, disse a missionária Jill Thompson, da International Mission Board. “As casas são pequenas e a maioria delas abriga muitas pessoas”.

Jill Thompson e seu marido, Rick, são missionários no Brasil e mentores de Elidiomar e Arianne, especialmente no trabalho com as crianças da comunidade. 

“Cada vez que as crianças vão à igreja, elas ouvem uma história da Bíblia. Elas também recebem folhas para colorir, artesanato e perguntas da Bíblia para responder em casa. Isso ajuda as crianças a continuarem pensando em Jesus, que transforma comportamentos, famílias e vidas”, disse Jill.

Siga-nos

Mais do Guiame