Igreja do Sudão é demolida ao ser reconstruída após ter sido incendiada em 2020

Desde 2014 a Igreja de Cristo Sudanesa vem sendo atacada, com demolições e incêndios.

Fonte: Guiame, com informações do Morning Star News e CSWAtualizado: quarta-feira, 2 de junho de 2021 12:05
Igreja de Cristo Sudanesa sendo demolida em 2014. (Foto: Reprodução / Morning Star News)
Igreja de Cristo Sudanesa sendo demolida em 2014. (Foto: Reprodução / Morning Star News)

Um edifício pertencente à Igreja de Cristo Sudanesa (SCOC) na cidade de Omdurman, Sudão, foi demolido no dia 27 de maio, após ameaças de residentes e autoridades locais. O prédio estava em processo de reconstrução depois de ter sido incendiado em agosto de 2020.

A congregação SCOC na área de Jabrona de Omdurman estava alugando equipamentos para continuar com os cultos depois que seu prédio foi incendiado em agosto passado, mas como os custos do aluguel eram altos, eles decidiram reconstruir a igreja em maio de 2021.

Quando o trabalho começou, um promotor local convocou três líderes da igreja e ordenou que parassem de reconstruir a igreja. No entanto, eles se recusaram a parar a obra de reconstrução, alegando que a igreja estava em terreno público. Nesse caso, disseram, a questão era da competência do Ministério Público, quanto a violações relacionadas a terras públicas, e que o MP não havia recebido nenhuma reclamação sobre o prédio.

O trabalho de construção continuou, apesar da intimidação subsequente de alguns residentes. No entanto, na manhã de 27 de maio, o prédio da igreja foi demolido.

Depois que a igreja foi incendiada em 2020, o Ministério de Orientação e Dotações, a instituição governamental responsável pelos assuntos religiosos, designou uma comissão para investigar o incidente e prometeu conceder a autorização para a igreja. No entanto, isso ainda está para ocorrer.

O julgamento de oito pessoas acusadas do incêndio criminoso em agosto de 2020 está em andamento no Tribunal Criminal de Dar-Alsalam, marcando os primeiros processos por danificar uma igreja na história do país.

Outros ataques

O presidente fundador da CSW, Mervyn Thomas, disse: “A destruição da igreja em Jabrona é mais um golpe para uma congregação que já havia sofrido quatro ataques ao prédio entre dezembro de 2019 e janeiro de 2020, antes do ataque incendiário que a arrasou. A destruição desta igreja é emblemática dos obstáculos contínuos ao pleno gozo da liberdade de religião ou crença para todos os cidadãos sudaneses. Instamos as autoridades sudanesas a investigarem as circunstâncias em torno desta demolição e a autorizarem a igreja sem demora, para que possam começar a reconstruir seu local de culto.”

A polícia observa a demolição do edifício da Igreja de Cristo Sudanesa em Omdurman, em 2014. (Foto: Reprodução / Morning Star News)

Segundo fontes locais, em 17 de fevereiro de 2014 autoridades sudanesas demoliram um prédio da igreja em Omdurman (foto) sem aviso prévio.

Na época, os cristãos sudaneses acreditavam que as demolições eram parte de uma campanha do presidente islâmico Omar al-Bashir para livrar o país do cristianismo.

Foram registradas imagens de escavadeiras acompanhadas pela polícia local e pessoal dos Serviços Nacionais de Inteligência e Segurança destruindo o prédio da Igreja de Cristo Sudanesa na área de Ombada de Omdurman, do outro lado do rio Nilo de Cartum.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame