Igreja ajuda ex-presidiários a conseguirem emprego para evitar retorno ao crime

Em parceria com um empresário, a igreja criou um programa onde os ex-presidiários são integrados em um emprego formal, evitando que eles voltem a cometer crimes.

Fonte: Guiame, com informações do Faith WireAtualizado: sexta-feira, 19 de maio de 2017 20:11
O projeto está fazendo um efeito incrivelmente positivo. (Foto: Ed Hille/Phylli)
O projeto está fazendo um efeito incrivelmente positivo. (Foto: Ed Hille/Phylli)

Criminosos que querem voltar a ter uma vida normal ao sair da prisão podem enfrentar muitas dificuldades. A maioria dos empregadores são incrivelmente hesitantes em contratar alguém que cumpriu uma pena. Ter seu currículo rejeitado então? É o que mais acontece. Principalmente quando você acabou de sair da cadeia.

O problema, é claro e essas dificuldades tornam ainda mais difícil a vida de alguém que quer voltar a ter uma vida normal e fora do crime. Se ninguém vai contratá-los, o que eles vão fazer para ter uma renda mensal? A situação muitas vezes leva ao desespero, e um retorno às atividades ilegais.

Mas, uma organização cristã está determinada a não deixar os criminosos que acabaram de sair da prisão para trás. Eles, inclusive, se certificam que aqueles que querem uma segunda chance na vida podem realmente obtê-lo. A Enon Baptist Tabernacle (Tabernáculo Batista Enon, em tradução livre) tem parceria com Jeffrey Brown, dono de 13 supermercados e lojas na região de Filadélfia (EUA).

O objetivo da ação é ajudar esse grupo, que muitas vezes é tratado de forma errada, por meio do programa de reentrada de ex-criminosos. O empresário Jeffrey Brown disse que está feliz em apoiar a missão sem fins lucrativos e contratar pessoas com antecedentes criminais.

Efeito positivo

O projeto está fazendo um efeito incrivelmente positivo na vida daqueles que de outra forma teriam voltado para uma vida de crime. Louis Rivera, um ex-traficante de drogas, é uma dessas pessoas.

Ele lutou bastante para encontrar trabalho depois que ele deixou a prisão chegou a um ponto em que ele tinha pensamentos sobre voltar a vender drogas. Apesar disso, ele fez uma escolha e decidiu ter um dia de trabalho honesto. Desde sua decisão, ele foi promovido várias vezes e as coisas estão melhorando cada vez mais.

River explicou o falso "senso de esperança" que muitos ex-infratores enfrentam quando participam de um programa de reentrada sem nenhuma promessa de trabalho. "Quando a pessoa sai da prisão, vai para um programa de treinamento e, em seguida, é dada ajuda de emprego, mas nenhum trabalho real. Você sente vontade de desistir", explica.

A igreja deixa claro que não têm intenção de ser proselitista e que não vai forçar as pessoas a fazer uma declaração de fé antes de participar do programa. “Claro, quero que todos sejam cristãos, mas não vamos fazer proselitismo para conseguir emprego. São pessoas que precisam de outra chance e é isso que a mensagem de Jesus Cristo nos manda fazer”, disse o Reverendo Alyn E. Waller.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame