Estado Islâmico é derrotado na Síria e organização cristã celebra: "Deus seja louvado"

O Estado Islâmico perdeu o seu principal 'quartel-general', ao ser derrotado na cidade de Raqqa (Síria).

Fonte: Guiame, com informações da Portas AbertasAtualizado: quinta-feira, 19 de outubro de 2017 14:04
Estado Islâmico realizava desfiles nas cidades onde dominava. (Foto: The New Yorker)
Estado Islâmico realizava desfiles nas cidades onde dominava. (Foto: The New Yorker)

'Na última terça-feira, milícias apoiadas pelos EUA levantaram uma bandeira em uma praça central de Raqqa, segundo uma testemunha informou à Reuters, quando uma batalha de quatro meses para retomar o domínio sobre a capital síria das mãos do Estado islâmico chegou ao fim.

A luta acabou, mas a aliança das milícias curdas e árabes estava limpando praça, cheia de minas e outros militantes que ainda se escondiam, disse Rojda Felat, comandante da campanha realizada pelas Forças Democráticas da Síria (SDF) em Raqqa.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos - que tem acompanhado e atualizado dados sobre os conflitos no país - disse que o Estado islâmico já estava sendo completamente retirado da cidade.

A queda da cidade de Raqqa, onde o Estado islâmico organizou desfiles eufóricos depois de uma série de 'vitórias relâmpagos' em 2014, é um poderoso símbolo do colapso que abateu a fortuna do movimento jihadista. Na cidade - que era considerada um tipo de 'quartel-general' do grupo terrorista - foram planejados vários ataques, posteriormente realizados no exterior.

As Forças Democráticas da Síria, apoiadas por uma aliança internacional liderada pelos EUA, vem lutando contra o Estado islâmico dentro de Raqqa desde junho.

Outra testemunha da Reuters disse que combatentes das milícias que combateram o grupo terrosita celebraram a derrota do Estado Islâmico, cantando slogans de suas milícias nas ruas.

Um grupo de combatentes e comandantes das milícias se uniu de braços dados, sorrindo, em uma paisagem de escombros e edifícios arruinados em uma praça pública.

"Nós ainda sabemos que ainda existem armadilhas entre as áreas que o Estado Islâmico estava instalado, então a SDF continuará a limpar deliberadamente por áreas", disse o coronel Ryan Dillon, porta-voz da coalizão.


"Deus seja louvado"

A derrota mais recente do Estado Islâmico foi comentada e celebrada pela organização cristã de apoio à Igreja Perseguida, Missão Portas Abertas (EUA).

"Em julho, lembramos alegremente a libertação de Mosul do controle do Estado Islâmico e agora fazemos eco disso com a notícia de 'grandes operações militares' sendo finalizadas em Raqqa e uma declaração de liberação completa da cidade deve surgir em breve", destacou a organização cristã. "É evidente que o reinado do Estado Islâmico está em declínio. Deus seja louvado!"

Raqqa tornou-se a capital de fato do Estado Islâmico, após alguns ganhos territoriais em 2014. Segundo a Portas Abertas "foi ali que o grupo passou a realizar decapitações públicas e crucificações", lembrando as atrocidades que os terroristas fizeram contra muitos cristãos.

Clique no vídeo abaixo para ver imagens de Raqqa, já devastada após a derrota do Estado Islâmico:

Siga-nos

Mais do Guiame