Cristãos são forçados a comer páginas da Bíblia na Venezuela

Um grupo de criminosos invadiu uma clínica de recuperação para drogados, atacando os cristãos com paus e pedras.

Fonte: Guiame, com informações de Portas AbertasAtualizado: segunda-feira, 22 de fevereiro de 2021 14:23
Local onde funciona o centro de recuperação para drogados “Doze Homens de Valor”, em Mérida, na Venezuela. (Foto: Portas Abertas)
Local onde funciona o centro de recuperação para drogados “Doze Homens de Valor”, em Mérida, na Venezuela. (Foto: Portas Abertas)

Um grupo de criminosos atacou um centro de recuperação para viciados em drogas, na Venezuela e agiu violentamente contra os cristãos que estavam lá. O Conselho Evangélico da Venezuela classificou o episódio como ação de ódio religioso.

A clínica conhecida como “Doze Homens de Valor” é um ministério da Igreja Cristã, localizada no setor El Arenal, em Mérida, na Venezuela. O diretor e pastor do centro de recuperação, Cristian Dugarte, relatou que os cristãos agredidos são pessoas em processo de restauração. 

Ele acredita que os autores da agressão sejam contra o trabalho realizado pela igreja, que luta para resgatar os jovens das drogas. Agora o líder teme que os familiares das pessoas que estão no abrigo também enfrentem agressões. 

A igreja na Venezuela tem sido pressionada

Adelis José Lobo, uma das vítimas, contou através de um áudio compartilhado nas redes sociais, o terror vivido naqueles momentos. Segundo ele, os homens armados invadiram o local, rendendo os seguidores de Jesus e os jogando no chão. Depois cobriram os rostos deles e os agrediram com paus e pedras.

Quatro pessoas ficaram gravemente feridas, na cabeça, braços e costas. Alguns cristãos sofreram fraturas e outros tiveram seus corpos marcados com um X, através de uma faca. Na sequência, foram obrigados a comer as páginas de uma Bíblia. 

Os bombeiros da cidade compareceram ao local e prestaram atendimento aos feridos, que foram encaminhados para hospitais e centros de saúde. Os agressores exigiram do pastor uma lista com os nomes dos que estavam no centro de reabilitação, mas ele negou. 

A igreja na Venezuela tem enfrentado pressão de várias formas e a nação estava presente na Lista de Países em Observação da Portas Abertas, em 2020. A diretoria do Conselho Evangélico da Venezuela pediu oração pela recuperação dos feridos e pelo pastor Dugarte, que ficou emocionalmente abalado pelos danos causados e pelo risco de continuar o ministério naquele lugar.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame