Aldeia louva a Deus por ter acesso à água potável pela primeira vez no Malawi

A aldeia de Hatone tem acesso à água potável através do Projeto Umodzi, um projeto missionário formado por brasileiros.

Fonte: Guiame, Luana NovaesAtualizado: quarta-feira, 2 de junho de 2021 18:55
(Foto: Projeto Umodzi)
(Foto: Projeto Umodzi)

Pela primeira vez, uma aldeia remota no sul do Malawi tem acesso à água potável, através de um projeto missionário formado por brasileiros. A inauguração do poço artesiano na aldeia de Hatone, na província de Chikwawa, mudou a realidade de toda a comunidade que vive em torno do Projeto Umodzi.

Autoridades locais e moradores da região de Hatone participaram do lançamento do poço artesiano em 4 de maio. Na ocasião, crianças e adultos tiveram a oportunidade de ouvir o Evangelho e se reuniram para louvar a Deus pela chegada do poço.

A inauguração também foi marcada por uma mensagem de fé, baseada em João 4:13, que diz: “Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede”.

O Projeto Umodzi é um braço da Missão Mãos Estendidas (MME), que atua há mais de 20 anos em Moçambique, Malawi, Zimbábue e Zâmbia, capacitando pastores, missionários e líderes e atendendo a população carente. 

O Projeto Umodzi nasceu para unir forças à MME e atender à necessidade de Hatone. Cerca de 102 crianças que antes não tinham alimento, higiene e nem mesmo a presença dos pais tiveram a vida transformada pela Umodzi School.

Desde o início do projeto, as crianças e adolescentes — que em sua maioria são órfãos — passaram a receber comida, educação e o ensino da Palavra de Deus.

Os líderes locais reconhecem o avanço que o Projeto Umodzi trouxe para a região. “As crianças estudavam em uma escola precária, mas hoje, graças a Deus, estudam em uma escola de alvenaria. Nós bebíamos água nos charcos, mas hoje podemos consumir uma boa água”, disse um deles. 

 

“Podemos ensiná-los a praticar agricultura para sustento próprio e até comercializar os alimentos”, diz o pastor Marcos Corrêa, coordenador do Projeto Umodzi, que tem acompanhado de perto as melhorias que estão sendo feitas em Hatone. 

“Também queremos levar profissionais da área para orientá-los sobre agricultura e outros temas, como higiene pessoal”, ele afirma.

O pastor Marcos diz que a visão do Projeto Umodzi é promover uma escola integral, “onde os alunos recebam educação escolar, o ensino da palavra de Deus e possam aprender alguma profissão — esse é um projeto para o futuro”, explica.

Para doações e mais informações sobre o Projeto Umodzi, entre em contato com o coordenador Marcos Corrêa:

WhatsApp: +55 11 96170-9559
E-mail: projetoumodzi@gmail.com
Siga o Projeto Umodzi no Facebook e Instagram

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame