30 projetos de tradução da Bíblia são suspensos na Nigéria, em meio à pandemia e terrorismo

A pandemia do coronavírus e a onda crescente de terrorismo no país tem dificultado cada vez mais o trabalho dos tradutores locais da Bíblia.

Fonte: Guiame, com informações do Christian PostAtualizado: segunda-feira, 19 de outubro de 2020 14:15
Cristão lê Bíblia sozinho no banco de uma igreja em, Kano, Nigéria. (Foto: Getty Images/Chris Hondros)
Cristão lê Bíblia sozinho no banco de uma igreja em, Kano, Nigéria. (Foto: Getty Images/Chris Hondros)

Os tradutores da Bíblia nigerianos estão procurando ajuda depois de suspender projetos de tradução em 30 idiomas, devido à pandemia de COVID-19 e à violência terrorista em curso em todo o país.

A Wycliffe Associates, uma organização sem fins lucrativos com sede em Orlando que trabalha com tradutores da Bíblia em todo o mundo em mais de 700 projetos de tradução, anunciou que a pandemia global, o terrorismo e o colapso econômico na Nigéria “interromperam a tradução da Bíblia na nação mais populosa do Continente africano”.

A organização, que foi fundada em 1967 e tem parceria com as igrejas locais para dirigir e proteger o trabalho de tradução da Bíblia em suas comunidades, tem parceria com uma organização chamada ‘Nigerian Bible Translation Trust’. Juntas, elas trabalham em vários projetos de tradução do Antigo e do Novo Testamento em um país onde vivem 206 milhões de pessoas e mais de 500 idiomas.

No entanto, em 2020, os tradutores não conseguiram se reunir em locais centrais como fariam normalmente para verificar o trabalho de tradução uns dos outros.

Além da pandemia, a Nigéria também foi prejudicada por tendências crescentes de violência praticada nos últimos anos por vários grupos, incluindo terroristas islâmicos, pecuaristas radicalizados e bandidos. Estima-se que milhares são supostamente mortos por atos sistêmicos de violência a cada ano, incluindo muitos cristãos.

“Com a pandemia, os problemas de ataques terroristas e roubos, e a quantidade de fome que está acontecendo no país, deixa as pessoas desesperadas. Há um medo que impulsiona isso ”, disse a vice-presidente de serviços de tradução da Wycliffe Associates, Tabitha Price, ao site ‘Christian Post’.

“Viajar está cada vez mais difícil. Já falta infraestrutura. E, então, se preocupar com a corrupção, a violência e o terrorismo que enfrentarão ao tentar viajar, esses desafios realmente impediram que os tradutores pudessem se reunir. ”

Price disse que os tradutores que trabalham nos mesmos projetos geralmente não moram na mesma aldeia.

“E a única maneira de eles trabalharem juntos e verificarem o trabalho um do outro e continuar com o projeto é se reunindo em um local central”, disse ela. “Com a pandemia, as restrições de viagens e todos os perigos que se intensificaram, eles realmente não têm sido capazes de fazer isso”.

“São vários graus de pandemia e violentos grupos militantes e terroristas e sequestros que acontecem. Claro, situações como essa são sempre exacerbadas por algo como esta pandemia, então aqueles que se opõem violentamente ao Cristianismo aproveitarão todas as oportunidades para agir”, acrescentou.

Limitações

A Wycliffe tem trabalhado com o Nigerian Bible Translation Trust para treinar tradutores e fornecer-lhes recursos. Mas as restrições às viagens dificultaram o início dos projetos que estavam planejados para 2020.

Na primavera, a Wycliffe Associates programou provisoriamente uma conferência de treinamento de duas semanas para tradutores da Bíblia nigerianos para setembro. Mas isso foi agendado antes de a organização saber como o COVID-19 impactaria as viagens no outono e, desde então, foi cancelado.

“Sabíamos que precisávamos fazer um treinamento e fizemos planos para agendá-lo no outono”, disse ela. “Cabia a eles conseguirem tudo o que precisavam para ir trabalhar com essas outras linguagens que os aguardavam e treiná-los na metodologia e em todo o processo. Tivemos que cancelar o evento de treinamento não apenas porque não podíamos viajar, mas também por causa das restrições de viagem em toda a África. ”

Ela disse que os parceiros de tradução “não estão preparados” para iniciar os novos projetos em que planejavam trabalhar, pois eles próprios lutaram contra a fome e as finanças.

“Eles não foram capazes de trabalhar para se salvar. Eles não têm os recursos necessários para dedicar seu tempo e poder trabalhar na tradução ”, explicou Price. “A Wycliffe Associates tem uma campanha emergencial de arrecadação de fundos em andamento e recebemos doadores generosos que enviam fundos para que possamos ajudar em situações. Conseguimos enviar dinheiro do Nigerian Bible Translation Trust não apenas para atender às suas necessidades imediatas, mas também para estender a mão e ajudar alguns dos tradutores da comunidade. ”

Para muitos dos 30 projetos que foram interrompidos, Price disse que alguns dos idiomas ainda não tiveram traduções iniciadas, mas estavam "na fila", o que significa que alguns dos treinamentos foram feitos e estão em processo de preparação para começar tradução.

“Dizemos que está parado porque tínhamos um plano de avançar com eles este ano e depois com o COVID e outras emergências acontecendo naquele país e emergências em todo o mundo. Não estamos realmente esperando - exceto por um milagre de Deus - que seremos capazes de servir aquela região da maneira que esperávamos antes com treinamento. Mas, dito isso, estamos sempre em busca de maneiras de continuar crescendo as parcerias. Temos membros da equipe lá na Nigéria que estão prontos quando as coisas começarem a se recuperar. ”

A organização discutiu a possibilidade de treinamento online e falou em enviar alguém de outro país que se abriu para ajudá-los.

“Estamos traçando estratégias”, disse Price. “É sempre difícil para mim dizer que foi interrompido sem nenhuma expectativa de progresso. Não, ainda estamos trabalhando em algo, mas não é o que planejamos. ”

Apesar da suspensão dos projetos mais recentes, Wycliffe conversou com líderes da ‘Nigerian Bible Translation Trust’ em julho e financiou uma reunião segura de tradutores que já estão trabalhando em alguns projetos para que possam se concentrar em concluir os que já começaram.

“Eles tinham grupos que já foram treinados e podiam trabalhar na tradução, se unir e trabalhar”, disse ela. “Somos gratos por Deus estar provendo esse tipo de coisa”.

Região estratégica

A Wycliffe Associates vê a Nigéria como uma “região estratégica” para os esforços de tradução na África.

“Existem seminários e raízes profundas do cristianismo na Nigéria”, explicou ela. “Iniciamos programas de parceria com um seminário lá e planejamos continuar crescendo para que eles possam treinar seus próprios líderes nacionais para apoiar as necessidades de seu próprio país e expandir para outras regiões da África. Não é mais necessariamente verdade com os grupos insurgentes e a corrupção no governo, mas a Nigéria costumava ser uma força politicamente estabilizadora na África Central”.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame