13 cristãos são mortos por sua fé todos os dias, segundo a Portas Abertas

Os dados foram retirados da Lista Mundial da Perseguição 2021, produzida pela Portas Abertas entre outubro de 2019 e setembro de 2020.

Fonte: Guiame, com informações da Portas AbertasAtualizado: terça-feira, 19 de janeiro de 2021 18:30
Em média, quase 400 cristãos são assassinados a cada mês, estima a Lista Mundial da Perseguição 2021. (Foto: Portas Abertas)
Em média, quase 400 cristãos são assassinados a cada mês, estima a Lista Mundial da Perseguição 2021. (Foto: Portas Abertas)

Uma média de 13 cristãos são mortos todos os dias, segundo um levantamento da organização Portas Abertas nos EUA. Isso significa que quase 400 cristãos são assassinados a cada mês, simplesmente por serem seguidores de Jesus.

Os dados foram retirados da Lista Mundial da Perseguição 2021, que abrange o período entre outubro de 2019 e setembro de 2020.

Este ano, o número total de mártires cristãos aumentou de 4.305 para 4.761, mas a Portas Abertas estima que o número real seja muito maior — especialmente em países fechados como a Coreia do Norte e o Afeganistão, ou nações marcadas por conflitos como a Somália e a Líbia, onde os assassinatos costumam ser cometidos em segredo ou não são denunciados. 

Ninguém em um campo de prisioneiros da Coreia do Norte ou em uma tribo muçulmana na Somália relata o assassinato de um cristão. No entanto, a Portas Abertas consegue reunir dados conversando com milhares de cristãos e refugiados.

Entre os 50 principais países da Lista Mundial da Perseguição, a pressão está aumentando. Em 2021, todos os países da lista registraram um nível “muito alto” de perseguição, sendo que, em 2020, 45 países registravam esse nível. 

Maioria das mortes são na Nigéria

Em grande parte do mundo, a violência contra os cristãos diminuiu durante a pandemia Covid-19. Mas na África Subsaariana, não foi esse o caso. Os cristãos lá enfrentaram  níveis de violência até 30%  mais altos do que no ano anterior. 

A Nigéria, que entrou nos 10 primeiros países da lista neste ano, em 9º lugar, foi responsável por 91% de todas as mortes — 10 a cada 13 mortes, em média. Diante do genocídio em curso, o país africano entrou no top 10 pela primeira vez, alcançando o nível de perseguição extrema.

Além do assassinato, os cristãos também enfrentaram a violência de outras maneiras. Mais de 340 milhões de cristãos sofrem altos níveis de perseguição e discriminação por causa de sua fé. Só na lista dos 50 países da Portas Abertas, 309 milhões de cristãos sofrem níveis muito altos ou extremos. 

Em média, 1 a cada 8 cristãos são perseguidos em todo o mundo. A taxa vai para 1 a cada 6 na África, 2 a cada 5 na Ásia e 1 em 12 na América Latina.

Durante o período de relatório Lista Mundial da Perseguição 2021, 4.488 igrejas ou edifícios cristãos foram atacados; 4.277 cristãos foram injustamente presos ou detidos e 1.710 cristãos foram sequestrados por sua fé.

Isso significa que, a cada dia, 12 igrejas e 5 cristãos enfrentam o pesadelo do sequestro. Todos os meses, uma média de 356 cristãos passam pelo trauma da prisão ou detenção injusta.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame