Arqueólogos descobrem igreja de 1.300 anos perto do Monte da Transfiguração de Jesus

Igreja da era bizantina aponta presença de cristãos na região da Galiléia, perto do Monte Tabor.

fonte: Guiame, com informações do Jewish News Syndicate

Atualizado: Segunda-feira, 3 Agosto de 2020 as 3:42

Chão de mosaico da igreja antiga encontrada por arqueólogos. (Foto: Alex Wiegmann/Autoridade de Antiguidades de Israel)
Chão de mosaico da igreja antiga encontrada por arqueólogos. (Foto: Alex Wiegmann/Autoridade de Antiguidades de Israel)

Uma igreja da era bizantina de 1.300 anos de idade foi descoberta por arqueólogos israelenses na Baixa Galiléia, perto do Monte Tabor, onde os cristãos acreditam ter acontecido o milagre da transfiguração de Jesus.

A escavação na vila de Kfar Kama foi feita pela Autoridade de Antiguidades de Israel em parceria com o Kinneret Academic College e voluntários locais. 

A igreja mede 12x36 metros e inclui um grande pátio, um vestíbulo (ou nártex) e um salão central. “Uma particularidade desta igreja é a existência de três absides (nichos de oração), enquanto a maioria das igrejas era caracterizada por uma única abside”, disse a arqueóloga Nurit Feig.

Além disso, Feig observou que os corredores da igreja eram pavimentados com mosaicos que sobreviveram ao longo dos anos. “Sua decoração colorida se destaca, incorporando padrões geométricos e padrões florais azuis, pretos e vermelhos”, disse ela.

Feig também disse que uma descoberta especial foi o pequeno relicário, uma caixa de pedra usada para preservar relíquias sagradas.

Uma série de salas também foram descobertas adjacentes à igreja. O radar de penetração no solo indicou que há mais salas no local que ainda precisam ser escavadas, levando os pesquisadores a acreditar que esse grande complexo serviu como mosteiro.

A última descoberta em Kfar Kama destaca a importância da vila cristã estabelecida durante o período bizantino perto do Monte Tabor.

O Evangelho relata que Jesus e os apóstolos Pedro, Tiago e João foram ao Monte Tabor para orar. Enquanto estavam lá, Jesus começou a brilhar e os profetas Moisés e Elias aparecem ao seu lado, conversando com ele. Jesus é então chamado de “Filho” pela voz de Deus vinda do céu.

A descoberta da igreja em Kfar Kama contribuirá para o extenso projeto de pesquisa sobre o assentamento cristão na Galiléia, realizado pelo professor Moti Aviam e Jacob Ashkenazi, do Instituto Kinneret de Arqueologia Galileana, no Kinneret Academic College.

veja também