Pai reúne 15 mil pessoas na internet para apoiar recuperação da filha: "Deus é fiel, sempre tive certeza"

Sophia Ramalho Quinta foi diagnosticada com leucemia aos cinco anos de idade. Este tipo de câncer atinge o sangue e prejudica a criação de glóbulos brancos e vermelhos, e plaquetas, causando anemia, hemorragia e podendo levar a morte.

Fonte: Guiame, com informações do G1Atualizado: quinta-feira, 24 de setembro de 2015 14:17
Sophia luta há 2 anos contra a leucemia. (Foto: Reprodução/Facebook)
Sophia luta há 2 anos contra a leucemia. (Foto: Reprodução/Facebook)

 


Irmão será o doador da medula que pode salvar a vida de Sophia (Foto: Reprodução/Facebook)

 

A história da luta contra a leucemia, vivida pela pequena Sophia, ficou conhecida na internet e tem comovido milhares de pessoas nas redes sociais.  Na época em que a doença foi diagnosticada, os pais da criança criaram uma página nas redes sociais, 'Mundo de Sophia', que já conta com mais de 15 mil seguidores.

Nesta quarta-feira (23), o drama vivido pela família, que vive em Palmas, recebeu uma notícia que trouxe grande alívio. O próprio irmão da menina, Samuel, de 4 anos, poderá ser o doador de medula óssea. Isso porque exames constataram que ele é 100% compatível com Sophia. Até o momento, ele é o único membro da família que poderá fazer a doação de medula óssea.

Emocionado, pai da menina, Marcellus Quinta Barbosa, gravou um vídeo agradecendo pelo apoio recebido pela família. "Existia apenas 26% de chance de ele ser compatível, então para honra e glória de Jesus, a carga genética confirmou que a medula possui 100% de compatibilidade, por isso ele é chamado pelos médicos de doador idêntico", explica.

Barbosa disse que as sessões de quimioterapias da filha serão diminuídas. "Agora que acharam um doador, os médicos vão intensificar o tratamento com foco no transplante. Eu sempre acreditei que seria um dos meus filhos. Deus tinha falado comigo, Deus é fiel. Sempre tive certeza da cura da Sophia", ressalta.

Entenda o caso

Sophia Ramalho Quinta foi diagnosticada com leucemia aos cinco anos de idade. Este tipo de câncer atinge o sangue e prejudica a criação de glóbulos brancos e vermelhos, e plaquetas, causando anemia, hemorragia e podendo levar a morte.

O pai dela conta que conseguiu doadores de plaquetas por meio da internet. Segundo ele, a menina precisa de doações diárias, pois a queda desses componentes é constante. A página 'Mundo de Sophia', criada nas redes sociais, busca incentivar as pessoas a serem doadoras de medula óssea e plaquetas para ajudar quem sofre com este tipo de câncer.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame