Café da manhã é essencial no desenvolvimento dos filhos

Café da manhã é essencial no desenvolvimento dos filhos

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:24

Uma pesquisa realizada pela empresa MarketTools, a pedido de uma multinacional do ramo alimentício, mostra que a maioria das crianças brasileiras toma café da manhã regularmente, mas boa parte das mães acha que a qualidade dele deixa a desejar. O desjejum é muito importante para o desenvolvimento da criança e para o bom rendimento no dia que está começando.

Embora 99% das mães entrevistadas concordem que a refeição matinal é muito importante para a saúde das crianças, pouco mais de 50% acham que é devidamente balanceada.

Fundamental para quebrar o jejum de várias horas de sono, o café da manhã deve disponibilizar a energia necessária ao dia. Contribui para a ingestão de nutrientes essenciais como vitaminas e minerais. “A infância é o período em que se formam os hábitos alimentares e é fundamental incentivar as crianças a experimentar, desde cedo, várias opções de alimentos”, diz o pediatra e nutrólogo Mauro Fisberg, da Universidade Federal de São Paulo, Unifesp.

Metade das mães entrevistadas afirma que os filhos comem sempre ou quase sempre os mesmos alimentos. Para 59% delas, é porque as crianças não gostam de abrir mão dos prediletos. Outras 20% acham que a repetição se dá porque outras opções são mais caras e 15% alegam não ter tempo de preparar outras coisas. “Muitas mães afirmam que os filhos não têm fome ao acordar, pulam o café da manhã ou o consomem de forma incompleta, ou se cansam de alguns alimentos por consumirem sempre a mesma coisa. Nessa fase, o sabor influencia muito a aceitação”, diz Fisberg.

Mais de um terço das mães que foram objeto do estudo revelaram que os filhos escolhem o que comer pela manhã. Outro terço alega que são os pais que escolhem, mas ainda assim se baseiam no gosto das crianças. O restante decide pelos pequenos. Os alimentos mais consumidos no café da manhã brasileiro são, segundo a pesquisa, pão, manteiga, biscoitos, frios, leite, café e achocolatados.

Sílvia Franciscato Cozzolino, nutricionista e professora da Universidade de São Paulo (USP), recomenda que um café da manhã equilibrado deve incluir todos os nutrientes que o organismo precisa dentro do percentual destinado a essa refeição, cerca de 25% das necessidades diárias. Devem ser incluídos carboidratos como cereais (preferencialmente integrais), proteínas fornecidas pelo leite e derivados, além dos minerais, fibras e vitaminas, providenciados por uma porção de frutas ou suco. “O que acontece muitas vezes é que as crianças saem de casa com apenas um desses alimentos e a refeição acaba não oferecendo tudo que ela precisa”, ressalta.

Um café da manhã equilibrado está associado a um estilo de vida saudável, com benefícios para o desenvolvimento físico e cognitivo, principalmente na infância e na adolescência, fases de crescimento e desenvolvimento do organismo. Influencia no bom desempenho escolar, pois uma criança bem alimentada é favorecida na concentração e na capacidade de aprender.

Vitaminas e minerais são muito importantes para evitar deficiências como a de ferro, principal causa da anemia, mal que atinge mais da metade das crianças em idade pré-escolar no Brasil. O cálcio também aparece pouco na alimentação das crianças brasileiras, muito importante no crescimento e para a saúde dos ossos. Um bom suprimento de cálcio ajuda a evitar futuramente males como a osteoporose. A nutricionista afirma que os alimentos devem ser consumidos em quantidades adequadas para melhor aproveitamento pelo organismo.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame