Candidato a Bênção

Candidato a Bênção

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 10:16

Uma candidata a uma vaga de abençoada gritava insistentemente: "Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de mim!" (Mateus 15). Constava, porém, no seu currículo a nacionalidade Cananeia, que provocava exclusão social.

Do lado dos judeus, raça preconceituosa, estava a busca do "puro sangue". O preconceito racial gritava mais alto do que a necessidade. Foi jogando na retranca, que o sacerdote e o levita, personagens da parábola do bom samaritano, fingiram não perceber o necessitado, abrindo espaço para um samaritano ligado focado na miséria alheia.

Ao coral composto por elementos como discriminação social e religiosa, foram acrescentadas as vozes do grupo mais íntimo do Senhor: "E os seus discípulos, aproximando-se, rogaram-lhe: Despede-a, pois vem clamando atrás de nós".

Quando os problemas dos outros nos incomoda, o bicho pega.

Jesus refutou dizendo não ser movido por discriminação, mas por uma tarefa específica e prioritária: "Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel" (v.24). "Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos" (Mt 15.16). Uma frase que revela como o israelita ortodoxo olhava para os gentios.

O Mestre mostrou que um coração movido por misericórdia não foge de pedidos como: "Senhor, socorre-me!". Jesus parou e ouviu a argumentação de uma Cananeia, que carregava o sobrepeso de ser mulher, gênero considerado inferior e indigno. Com este gesto Ele quebrou paradigmas religiosos.

A conversa foi fechada com uma frase inesquecível para aquela mãe: "Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou sã" (Mateus 15.28).  

Ubirajara Crespo   é pastor, escritor, conferencista, editor e diretor da Editora Naós.

Visite o Blog sob Nova Direção -   http://sob-nova-direcao.blogspot.com/

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame