A balança regulada fornece o peso certo da sua santidade

Depois de construir uma "balança legal" que é capaz de medir o peso do nosso caráter, basta não tirar e nem por nada além do que está especificado na lei.

Fonte: Guiame, Ubirajara CrespoAtualizado: segunda-feira, 27 de março de 2017 19:56
Balança. (Foto: Getty)
Balança. (Foto: Getty)

Deuteronômio 4.1,2: "Agora, pois, ó Israel, ouve os estatutos e os preceitos que eu vos ensino, para os observardes, a fim de que vivais, e entreis e possuais a terra que o Senhor Deus de vossos pais vos dá. Não acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do Senhor vosso Deus, que eu vos mando".

Depois de construir uma "balança legal" que é capaz de medir o peso do nosso caráter, Moisés nos ensina como manter esta balança regulada. Basta não tirar e nem por nada além do que está especificado na lei. Neste tipo de balança 1 Kg será sempre 1 kg, 950 Gr será sempre 950 e 1 Tn será sempre 1 Tn. Estas recomendações se tornaram necessárias, devido a queda da raça adâmica.

Parece que passamos a viver para diminuir o aperto, afrouxar o cinto, mudar a pressão e aumentar o lucro. Viver em meio a pesos absolutos pode parecer, para alguns, um estilo de vida atormentador. Foi assim, que inventamos uma fórmula alternativa de vida, que nos permite viver mais frouxamente e sem dores de consciência.

Mudamos a balança, demos um aperto aqui, uma grama acolá, um acréscimo de líquidos, gordura ou até mesmo de volume, invocamos jurisprudências, brechas na lei, fórmulas hermenêutica filosofais, presentinhos capazes de adoçar a boca dos paladares mais rígidos, etc, etc, etc.

Foi assim que ao invés de mudamos o texto bíblico, mudamos o significado das palavras mais pesadas da Bíblia : pecado , #inferno, condenação, salvação, fé, timidez, redenção e santidade . Isto fez com que a Bíblia parecesse mais frouxa, mais permissiva, menos exigente e pudesse abranger um número maior de beneficiados pela salvação. Já temos até a salvação incruenta (sem sangue, sem Cordeiro e sem inferno), sem conversão e movida por uma fé difusa.

O #universalismo alargou a porta do Céu e dificultou o acesso ao Inferno. É possível, que um belo dia, acordem achando que Jesus quis dizer exatamente o contrário daquilo que disse. Seria mais ou menos assim: "Em verdade vos digo que é mais difícil um camelo passar pelo buraco da agulha, do que um rico entrar no Céu.

Em nome de Jesus os advirto de que terão de comparecer diante do Trono Branco para prestar contas dos milhões de almas que desviaram para o inferno. Precisarão também, explicar para Jesus o motivo pelo qual acharam que o seu plano se salvação é melhor do que o dele. Digo isso com extremo amor, implorando que não atravessam o ponto sem volta, onde não há mais lugar para arrependimento.

 

*O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame