O que faz Jesus parar

O clamor de Bartimeu e sua necessidade de viver um milagre fizeram com que Jesus parasse.

Fonte: Guiame, Roberto de LucenaAtualizado: quarta-feira, 28 de abril de 2021 17:27
(Foto: Crosswalk)
(Foto: Crosswalk)

Jesus Cristo de Nazaré, o Deus conosco, é um Deus imparável. A Bíblia diz que a religião tentou pará-lo: Anás, Caifás, os fariseus, os saduceus e não conseguiram. A Bíblia diz que os políticos tentaram pará-lo: Herodes, Pilatos, autoridades e não conseguiram. Mas, em Marcos no capítulo 11, versículo 49, um cego de nascença que estava sentado à beira do caminho, sabendo que Jesus estava passando com os seus discípulos naquela estrada, ao ouvir a multidão glorificando a Deus pelas maravilhas e os milagres que aconteciam através de Jesus no meio deles, conseguiu pará-lo. Conseguiu parar Jesus. Levantou a sua voz e o som da sua voz superou todo o ruído da multidão. Ele clamava: “Jesus, Filho de Davi, tem compaixão de mim”.

Quem estava próximo dirigiu-se a ele e pediu para aquele homem não incomodasse o Mestre, mas diferente daquilo que as pessoas pensaram, o clamor de Bartimeu não incomodou Jesus. O clamor de Bartimeu fez com que Jesus parasse. O versículo bíblico literalmente diz: “Jesus parou”. Ele conseguiu o que os poderosos não conseguiram. Ele conseguiu o que os demônios não conseguiram. Ele conseguiu o que as lutas da vida não conseguiram: parar Jesus.

E Jesus então, dirigindo-se a ele perguntou: “O que queres que eu te faça?” E ele disse: “Senhor, eu quero ver”. Um pedido extraordinário, fora do comum. E Jesus ouvindo aquele pedido, reconhecendo fé naquele cego de nascença, chamado Bartimeu, disse a ele: “A tua fé te salvou”. Imediatamente os olhos de Bartimeu se abriram e ele contemplo a luz do dia, a multidão presente e contemplo a face de Jesus.

Assim como Bartimeu ainda hoje, porque Jesus é o mesmo ontem, hoje e eternamente, Ele não para para as grandes estruturas. Ele não para diante dos problemas da vida, das variáveis da vida, mas Ele para diante do clamor de um coração aflito, de uma alma necessitada, de alguém quebrantado, que clama com sinceridade e coloca a sua fé diante dele.

Assim como com Bartimeu, neste momento Jesus está entrando na sua vida, na sua casa e prestando atenção ao seu clamor. Quantas são as pessoas que estão diante de travas da vida como aquelas que Bartimeu tinha, mas por causa da sua fé, ele viu as travas sendo removidas, as portas fechadas sendo abertas, escancaradas para ele, as portas de um novo tempo, de uma nova fase, de uma nova dimensão.

Aproprie-se da oportunidade de, em Deus, você mudar o seu futuro, transformar o seu destino a partir da sua mudança interior, acreditando que não há absolutamente nada que você possa crer que Deus não possa fazer por você. Jesus que não para por nada, nada O paralisa, ainda para para ouvir o clamor de alguém que precisa Dele, que precisa de socorro, que precisa da Sua misericórdia. Assim como com Bartimeu, Ele continua mudando as histórias, mudando sua vida, mudando o seu futuro.

Que Deus te abençoe e abençoe a sua casa a sua família e o Brasil!

Roberto de Lucena é Pastor e Deputado Federal (Podemos) por SP. Presidente da Frente Parlamentar de Defesa dos Direitos Humanos e pela Justiça Social e ex-presidente da Frente Parlamentar de Liberdade Religiosa.

*O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Jesus é o mesmo ontem, hoje e eternamente

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame