Deserto não é lugar de morada, mas de passagem

Embora existam povos que habitem o deserto, o deserto não é um lugar adequado para ser habitado pela sociedade humana.

Fonte: Guiame, Roberto de LucenaAtualizado: quarta-feira, 19 de maio de 2021 17:17
(Foto: Canva)
(Foto: Canva)

Todas as vezes, na Bíblia Sagrada, em que o deserto é mencionado, ele está relacionado a três situações: primeiro, a provação; segundo, a tentação; terceiro, ao descanso. O deserto é um lugar de passagem. Embora existam povos que habitem o deserto, o deserto não é um lugar adequado para ser habitado pela sociedade humana. Agora, quando eu olho para a Bíblia Sagrada, eu me lembro do exemplo de um irmão, um profeta de Deus chamado Elias, o tesbita. Ele tinha acabado de ter uma tremenda vitória na sua vida e pressionado pelas ameaças de Jezabel e Acabe, ele retira-se para o deserto e se refugia numa caverna, esconde-se no fundo.

Ele não tem comida, não tem bebida, mas ele quer morrer. Então, Deus aparece a ele na caverna em forma de anjo e pergunta: “Elias, o que você está fazendo aqui?”. E ele disse: “Só eu fiquei por profeta do Senhor”. Deus disse: “Elias, ainda tem 7.000 que não dobraram os joelhos diante de Baal.” E Deus disse a Elias: “Agora, come o pão, toma esta água e descansa, e depois se levante e cumpra mais essa tarefa. Deus deu a Elias mais uma tarefa. Elias comeu, bebeu e dormiu, se levantou e a Bíblia diz que na força daquele pão ele caminhou 40 dias e 40 noites sem se cansar. Cumpriu a sua tarefa e foi promovido por Deus, sendo arrebatado num redemoinho.

Elias te tornou para nós um exemplo. É possível olharmos para este momento da sua vida e temos pelo menos três importantes lições. Em primeiro lugar, que Deus habita os nossos desertos. Ele conhece todas as cavernas desse deserto pelo nome. Este deserto ele conhece como a palma de Suas mãos. E é surpreendente o fato de que nos desertos da nossa vida, sejam eles a provação, a tentação ou descanso, sejam quais forem os desertos, Ele está conosco, Ele está presente. Ele sabe como nos tirar dessa caverna e como nos tirar desse deserto.

Em segundo lugar, Ele é Deus de provisão. E há provisão divina no deserto, seja ele qual for. A provisão de Deus para Elias fez com que ele se levantasse com alento voltasse a viver e tivesse forças para caminhar. Deus tem provisão para você, seja qual for o nome do deserto que você esteja enfrentando.

Em terceiro lugar, Ele confere a Elias uma nova missão mesmo depois do profeta ter se sentido esgotado, ter praticamente renunciado ao seu ministério, ter se sentido desolado e acabado. Deus é o Deus da nova chance, da nova oportunidade, do novo tempo. Ele toma Elias pelas mãos, confere a ele uma nova tarefa, confia a ele uma nova missão e depois promove o seu servo, o seu amigo Elias.

Deus sempre tem um plano novo, uma história nova, um capítulo novo. É isso que Deus faz com você e eu acredito que Ele que sabe, exatamente, onde ficam as portas de saída do seu deserto, saberá pegar você pela mão e ajudá-lo a sair, a cumprir a sua tarefa, fortalecendo a sua alma, o seu espírito, dando a você um novo sentido.

Eu Acredito que Deus tem para você um novo capítulo, uma nova história.

Que Deus te abençoe! Que Deus abençoe a sua família e que Deus abençoe o Brasil!

Roberto de Lucena é Pastor e Deputado Federal (Podemos) por SP. Presidente da Frente Parlamentar de Defesa dos Direitos Humanos e pela Justiça Social e ex-presidente da Frente Parlamentar de Liberdade Religiosa.

*O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: O passado não determina o futuro

 

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame