Fama ou serviço?

Jesus nunca disse que seu reino seria um reino de senhores, mas de servos.

Fonte: Guiame, Maurício GuedesAtualizado: quarta-feira, 28 de julho de 2021 17:40
(Foto: Depositphotos)
(Foto: Depositphotos)

Jesus nunca disse que seu reino seria um reino de senhores, mas de servos.

Temo que o conceito cristão moderno que leva muita gente a desviar o foco dos princípios fundamentais, contidos nos ensinos de Cristo. A tendência humana revela isso.

E chegaram a Cafarnaum. Quando ele estava em casa, perguntou-lhes: "O que vocês estavam discutindo no caminho?" Mas eles guardaram silêncio, porque no caminho haviam discutido sobre quem era o maior. Assentando-se, Jesus chamou os Doze e disse: "Se alguém quiser ser o primeiro, será o último, e servo de todos". (Marcos 9:33-35)

Jesus lidou com essa semente ruim na vida dos discípulos. Certa vez, ao caminhar em direção a Jerusalém, comunicava com seus discípulos sobre o que estava prestes a acontecer com ele. Mas a cabeça dos discípulos estava em outra questão. Eles estavam discutindo sobre “quem seria o maior”. 

O tema da conversa entre eles era sobre posição, fama e não sobre servir. A discussão foi acesa e até causou mal-estar entre eles. Quando pararam em algum lugar, Jesus lhes perguntou o que eles estavam discutindo pelo caminho. Diz a Bíblia que eles se calaram porque estavam discutindo posição. Se eles se calaram é porque sabiam que o que estavam fazendo não era bom. Se não era bom, porque o faziam então?

Jesus fez questão que eles entendessem que Seu Reino possuía outros valores. Ele mostrou que quem o quisesse seguir deveria entender a importância de servir e não de ser o maior.

O Mestre ilustrou isso quando lavou os pés dos discípulos. Ele queria que os valores, os princípios do Seu reino ficassem bem entendidos por eles. 

“Assim, levantou-se da mesa, tirou sua capa e colocou uma toalha em volta da cintura. Depois disso, derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos seus discípulos, enxugando-os com a toalha que estava em sua cintura. Chegou-se a Simão Pedro, que lhe disse: "Senhor, vais lavar os meus pés?"

Respondeu Jesus: "Você não compreende agora o que estou fazendo a você; mais tarde, porém, entenderá". Disse Pedro: "Não; nunca lavarás os meus pés!". Jesus respondeu: "Se eu não os lavar, você não terá parte comigo". Respondeu Simão Pedro: "Então, Senhor, não apenas os meus pés, mas também as minhas mãos e a minha cabeça!"

Respondeu Jesus: "Quem já se banhou precisa apenas lavar os pés; todo o seu corpo está limpo. Vocês estão limpos, mas nem todos". Pois ele sabia quem iria traí-lo e, por isso, disse que nem todos estavam limpos.

Quando terminou de lavar-lhes os pés, Jesus tornou a vestir sua capa e voltou ao seu lugar. Então lhes perguntou: "Vocês entendem o que fiz a vocês? Vocês me chamam 'Mestre' e 'Senhor', e com razão, pois eu o sou. Pois bem, se eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei os seus pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros. Eu dei o exemplo, para que vocês façam como lhes fiz.

Digo verdadeiramente que nenhum escravo é maior do que o seu senhor, como também nenhum mensageiro é maior do que aquele que o enviou. Agora que vocês sabem estas coisas, felizes serão se as praticarem.” (João 13:4-17)

Hoje precisamos de pessoas que tomem “bacia e toalha” e não “tronos”. Precisamos de servos e não de senhores. Precisamos de gente que esteja pronta a servir e não tenha sede de fama! 

Precisamos entender que só é possível servir a Deus servindo pessoas!

Por Maurício Guedes, presidente da Igreja Presbiteriana Renovada de Portugal, Pastor na cidade de Almada – Portugal. Autor dos livros: “Geração Autêntica”, “Que Ele Cresça e Que eu Diminua” e “O Evangelho Que Pregamos”.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: E se não acontecer como você imaginou?

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame