Arcebispo africano é ungido no Ministério Engel

Durante o culto no templo em construção, que contou com a presença do Prefeito, autoridades e pastores, o Apóstolo Joel Engel orou por Bwambale, impôs as mãos e derramou a unção que legitimou a cobertura espiritual, da mesma forma como o Arcebispo havia sonhado.

Fonte: Guiame, Ministério EngelAtualizado: sexta-feira, 10 de junho de 2016 21:06
Arcebispo africano Bwambale Monday Wilson é ungido pelo Ap. Joel Engel. (Foto: Divulgação)
Arcebispo africano Bwambale Monday Wilson é ungido pelo Ap. Joel Engel. (Foto: Divulgação)

A última quinta-feira (09) foi muito especial para o Ministério Engel e toda Nação Brasileira.

A visita do Arcebispo africano Bwambale Monday Wilson fez com que se cumprisse uma profecia liberada há 28 anos, quando caiu a bola de fogo em Faxinal do Soturno e 52 pessoas receberam o batismo de fogo.

Deus prometeu que em um dia, várias nações estariam naquele pequeno pedaço do Sul, para levarem para os seus países uma unção especial, como lembrou a pastora Mara Engel: “O Senhor disse que quando erguêssemos o templo e implantássemos o Tabernáculo de Davi com orações e adoração 24/7, viriam pessoas de todas as partes do mundo, como formigas, para receberem essa unção”. Como representante de 52 nações africanas, através do Ministério Ágape Church, o Arcebispo de fato simboliza o início do cumprimento dessa profecia.

Durante o culto no templo em construção, que contou com a presença do Prefeito, autoridades e pastores, o Apóstolo Joel Engel orou por Bwambale, impôs as mãos e derramou a unção que legitimou a cobertura espiritual, da mesma forma como o Arcebispo havia sonhado. “O Senhor me falou através de um sonho profético, que eu seria ungido no Brasil pelo Apóstolo Joel”, testemunhou o convidado muito emocionado, após receber essa empartição específica, com finalidade de trazer prosperidade ao seu ministério.

Ele também pediu para o profeta "adotar" as nações africanas que o amam como um pai espiritual. Ele também falou sobre o trabalho evangelístico na África e como o profeta tem ajudado a obra de Deus com as ofertas e estudos da Escola Profética.

Além de ser uma nova fase na vida do Arcebispo, a transferência desse manto profético de paternidade e cobertura espiritual, foi também uma nova etapa para o Profeta Joel, que está sendo reconhecido nas regiões celestiais como pai de nações. “Eu fiquei impactado com a humildade desse homem que, mesmo sendo considerado um príncipe em sua nação, uma grande autoridade em todo continente africano, me pediu para assumir a paternidade sobre a vida dele”, declarou o Apóstolo, afirmando que o Arcebispo agora entra no quarto nível, no nível da águia.

Crescimento através da Escola Profética
Antes de implantar a Escola Profética, o pastor Bwambale Monday Wilson tinha apenas uma pequena igreja, mal instalada em um casebre humilde e todos os meses sofria para pagar o aluguel. As dificuldades eram tantas que ele não estava conseguindo nem manter a sua família, a ponto de dormirem em esteiras, por não terem nem sequer uma cama. Em meio a este contexto caótico, chega até ele a Escola Profética, através do pastor Mauro Lastra, presidente do Conselho de Ministros Evangélicos do Rio Grande do Sul (Conime) que é também o representante do ministério Engel na África.

Bwambale se apaixonou pelo projeto e viu uma possibilidade tremenda de espalhar a palavra de Deus pela África. Assim, passou a traduzir as lições para o Inglês e semeou-as em algumas Igrejas da Uganda.

Com o tempo a Escola Profética alcançou o Quênia, Congo e Tanzânia. Com esse crescimento ele foi eleito Arcebispo de uma das maiores denominação da África e coordena mais de 8000 igrejas, em todo o continente africano, sendo 1360 igrejas apenas na Uganda.

Atualmente Bwambale não paga mais aluguel. Deus o presenteou com um terreno muito grande na Uganda, onde será construído um templo para o Senhor. Todos esses milagres aconteceram dentro de um curto período de um ano.

“Estamos assumindo a paternidade de mais de 8.000 pastores que estão sob a cobertura do Arcebispo. Em novembro queremos ir à África para ungi-los e fazer uma grande concentração, pessoas, em louvor e gratidão ao Senhor”, afirmou o Apóstolo, muito feliz pelo Jubileu que se inicia, a partir de agora, no continente africano.

Iniciamos agora um trabalho para levantar parceiros para se associar conosco para "adotar" a nação africana e levar a palavra de Deus em todo o continente.

 

*As opiniões aqui expressas são de exclusiva responsabilidade do autor do texto e não refletem necessariamente o posicionamento oficial do Portal Guiame.

Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame