Não viva o retrô

Pare de chorar lembrando-se dos velhos tempos. O seu melhor não está no seu passado nem no seu presente, mas no seu futuro. Assim, esqueça aquilo que fica para trás e avance para o que está na sua frente

Fonte: Guiame, Genilson Soares da SilvaAtualizado: terça-feira, 24 de março de 2015 20:11
Passado _ imagem ilustrativa
Passado _ imagem ilustrativa

Na última sexta-feira dei de cara com um artigo, no UOL, que abordou sobre a mais nova mania desses últimos tempos, a retromania: a mania pelo retrô, que é a mania de trazer o ontem para o hoje. O texto girou em torno da mania de se cantar agora o que se cantou outrora. Mas o fato é que a mania pelo retrô rege muitas outras coisas: roupas, carros, móveis, cores, livros, casas, séries, turnês, shows, fotos, games, filmes. Tudo é novo em folha, mas não inédito, pois imita o que já existiu em outro tempo. A frase, "já vi esse filme", nunca foi tão atual como agora.

Para os adeptos da mania retrô, a graça não está mais na invenção, mas, sim, na imitação. Dizem que os dez anos inicias do século 21 são os anos do "re". "Re" de refazer, de reviver, de retornar. Nada se cria, mas tudo se copia? Certa está a Bíblia que afirma: "O que foi é o que há de ser; e o que se fez, isso se tornará a fazer; nada há, pois, novo debaixo do sol. Há alguma coisa de que se possa dizer: Vê, isto é novo? Não! Já foi nos séculos que foram antes de nós" (Ec. 1:9-10).

Alguns levam a mania pelo retrô tão a sério que chegam até mesmo a nutrir uma certa aversão por qualquer coisa que não faça alguma alusão ao antigo. Até mesmo a própria vida delas é retrô. Nunca abraçam o que é inédito em si mesmas porque vivem em função do antigo. Só têm afeição e atração pelo que já viveu. Nada de inédito em seu interior. Nada de inédito sentem, mas apenas ressentem. Nada de inédito vivem, mas apenas revivem. Nada de inédito pensam, mas apenas repensam.

Talvez a sua própria vida seja assim. Você nunca sequer comprou nada retrô, mas tem uma alma retrô. Tem um apego fora do normal pelo que passou. Não se abre nunca para o inédito. Vive no ontem e do ontem. O que passou na vida de todos, não passa nunca na sua vida. E, para piorar as coisas, você julga o que passou melhor do que foi. Os filhos de Israel, em sua viagem para Canãa, caíram nessa de achar que a vida no Egito era melhor.

Eles diziam uns para os outros: "No Egito comíamos quanto peixe queríamos, e era de graça" (Nm 11:5). Eles não comiam quanto peixe queriam, e nem era de graça. A vida deles no Egito era tão difícil, que oraram para Deus livrá-los dela. E talvez você seja assim, quando olha para a sua vida de antes. Mas seja franco: A sua vida não era tão boa assim. Desse forma, "nunca pergunte: 'Por que será que antigamente tudo era melhor?' Essa pergunta não é inteligente". (Ec 7:10, NTLH).

Pare de chorar lembrando-se dos velhos tempos. O seu melhor não está no seu passado nem no seu presente, mas no seu futuro. Assim, esqueça aquilo que fica para trás e avance para o que está na sua frente. Corra direto para a linha de chegada a fim de conseguir o prêmio da vitória. Esse prêmio é a nova vida para a qual Deus lhe chamou por meio de Cristo Jesus, aquele que cuidou do seu ontem, que cuida do seu hoje e que cuidará do seu amanhã (Fl 3:13-14).


.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame