Medo do Espírito Santo

Muitas crianças, então, não sabem que o Espirito Santo é Deus e, muito menos, que é uma pessoa. Ignoram as suas ações em Jesus, na Bíblia, no crente, na igreja e no mundo. Enfim, para as crianças, o Espírito Santo é um ilustre desconhecido

Fonte: Guiame, Genilson Soares da SilvaAtualizado: sexta-feira, 13 de março de 2015 12:09
Criança com medo _ imagem ilustrativa
Criança com medo _ imagem ilustrativa

Vendo a vovó saindo de manhã para o culto de uma das igreja que Deus me confiou para cuidar, a neta de sete anos de idade se animou. Vestiu a sua roupa, entrou no carro e partiu junto. À certa altura do culto, na hora em que todos atribuíam, com alegria e fervor, o seu louvor a Deus, alguém do lado da neta passou a falar em outras línguas. O medo, então, tomou de conta dela. Em prantos chamou a vovó para voltar para casa na mesma hora.

Somos de uma igreja que, até onde se sabe, não proíbe "o falar em outras línguas" (I Co 14:39) nos cultos. Assim, é normal que sempre se ouça, aqui e ali, alguém falá-las. Para uma certa faixa etária da igreja , porém, o falar em outras línguas não é tão normal assim. Muitas crianças andam com medo das outras línguas. O que causa esse medo? Falta de conhecimento e experiência com o Espírito Santo. Muitas crianças, assim como aqueles irmãos de Éfeso, nem mesmo sabem "que existe Espírito Santo" (At 19;2).

O Espírito Santo é, seguramente, a pessoa da trindade que menos atenção tem recebido das crianças. As atenções se voltam mais para as pessoas do Pai e do Filho. Muitas crianças, então, não sabem que o Espirito Santo é Deus e, muito menos, que é uma pessoa. Ignoram as suas ações em Jesus, na Bíblia, no crente, na igreja e no mundo. Enfim, para as crianças, o Espírito Santo é um ilustre desconhecido.

Essas crianças não vivem na igreja da terra do nunca, a terra onde, de acordo com um certo conto, todas as crianças são crianças para sempre. Elas vão crescer. Terão, então, que lidar com as outras línguas na fase adulta. E as questões que não querem calar são: Irão aceitá-las? Irão buscá-las? Irão falá-las? Só se cada uma delas aprender, desde a infância, o que as sagradas letras dizem sobre quem é e o que faz o Espírito Santo.

À época em que fui pastor de uma igreja em Mogi das Cruzes, SP, de 2000 a 2003, as igrejas da região faziam, um vez por ano, um evento com as crianças. O nome do evento? "Pentecostes Infantil". O evento era simples. A maior parte do tempo era gasta em oração. E como as crianças oravam. Ouvi um monte de crianças falar em outras línguas, tão logo o poder do alto descia. E o que ocorreu com as crianças desse tempo, pode ocorrer com as crianças de hoje. O poder do alto é para todos os que o Senhor Deus chamar. O vento sopra onde quer, inclusive numa criança! Crê você assim?


.

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame