O sexo ilícito mais o amor ao dinheiro - parte 2

O povo de DEUS precisa se afastar imediatamente daquilo que o tem afastado do Espírito Santo

Fonte: guiame.com.brAtualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:02
sexo e dinheiro
sexo e dinheiro

sexo e dinheiroNo estudo anterior, refletimos sobre o perigo que o mau do corpo, na área sexual, tem causado na vida de muitos que se declaram filhos de DEUS. Agora, vamos abordar o mal que o amor ao dinheiro causa.

O problema é que muitos já amam muito o dinheiro sem enxergar nem admitir esse amor. Tornaram-se escravos inconscientemente. E o precipício espiritual na vida de muitos começa aqui...

Como clamar por algo que não se enxerga? E se não há clamor, como receber a cura? Ao contrário, as correntes vão se tornando mais fortes e poderosas.

O apóstolo Paulo advertiu em uma famosa passagem bíblica: “Os que querem ser ricos caem em tentação, em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e na ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores” (1 Timóteo 6:9-10). Esse foi o conselho de Paulo para o líder de uma igreja, de um povo.

Se todo líder bem soubesse, meditaria todos os dias nessa passagem. Hoje se pede dinheiro exaustivamente para fazer supostamente qualquer coisa para o Reino de DEUS. Cabe a pergunta: mesmo no mundo capitalista em que vivemos, precisamos pedir dinheiro ao próximo para fazermos algo para o Reino do PAI? Ao invés de se ensinar a desenvolver o temor, a fé e o compromisso com o REINO DE DEUS, usa-se exatamente um caminho inverso e perigoso: ações persuasivas e ameaçadoras na mente dos ouvintes. A fé elimina qualquer possibilidade prévia de ação puramente humana. Com fé, DEUS supre, o Poder do Espírito Santo se manifesta. Se a obra é de DEUS, é ELE quem toma a iniciativa de abençoar. Abençoando de forma sobrenatural, o homem se coloca à disposição como instrumento a ser usado pelo Espírito de DEUS.

Vaidades, riquezas, amor ao dinheiro, tudo são raízes que levam o homem à perdição e à ruína de sua alma.

Valem as palavras de sabedoria escritas por Salomão, filho de Davi: “Quem amar o dinheiro jamais dele se fartará; e quem amar a abundância nunca se fartará da renda; também isto é vaidade. Onde os bens se multiplicam, ali se multiplicam também os que deles comem; que mais proveito, pois, têm os seus donos do que os ver com os seus olhos? Doce é o sono do trabalhador, quer coma pouco, quer muito; mas a fartura do rico não o deixa dormir” (Eclesiastes 5:10-12).

Salomão também nos ensinou uma forma de motivação e de oração corretas:

“Duas coisas te pedi; não mas negues, antes que eu morra: Afasta de mim a vaidade e a palavra mentirosa; não me dês nem a pobreza nem a riqueza; mantém do pão da minha porção de costume; para que, porventura, estando farto não te negue, e venha a dizer: Quem é o SENHOR? Ou que, empobrecendo, não venha a furtar, e tome o nome de Deus em vão” (Provérbios 30:7-9) (grifo meu).

Quantos e quantos já entraram por esse caminho da cobiça, do amor ao dinheiro, e negam o SENHOR com as suas obras fraudulentas?

Templos são erguidos por milhões de Reais; jatinhos, carros importados e mansões são adquiridos, tudo isso à custa dos dízimos e das ofertas de quem não examina as Sagradas Escrituras e não busca ter intimidade com DEUS.

Qual Casa do Tesouro, presente em Malaquias 3:10, existe em nossos dias? Usar um texto isolado, arrancado do seu contexto, por vil interesse, é pecado.

O triste é que, os que ainda não são ricos e famosos, querem ser a todo custo. E os que já são querem muito mais. Não encontro nenhum líder cristão orando e pedindo a DEUS para afastá-lo das riquezas materiais. Não ouço ninguém pedindo a DEUS para ser mantido apenas com o pão da porção de costume.

Meu DEUS, a impressão que tenho é que estão todos perdidos e enganados pela avareza em seus corações. Enganados, enganam a muitos.
Acho muito bonito quando vejo um irmão de grandes posses abençoar voluntariamente o seu líder, sem que ele peça nem use de estratégias persuasivas para isso. É precioso quando DEUS toca o coração de um servo DELE e ordena: “Faça isso ou aquilo para benefício do meu filho...”.

É necessário que exista o abençoador voluntário e a pessoa abençoada, para DEUS conhecer quem de fato é livre no SENHOR para abençoar (não é apegado àquilo que tem), e como o abençoado vai reagir ante a oferta recebida (se o EU dele vai crescer ou o que vai fazer com a oferta recebida). Tudo o que DEUS dá é para ser usado para honra e glória DELE e louvor celestial: um carro, uma casa, uma vestimenta.

Dinheiro, fama, reconhecimento pessoal, tudo é vaidade. Vaidade tem o significado de oco, vazio, tanto no hebraico como no grego. O vaidoso é uma pessoa vazia, embora se considere cheio do Espírito Santo.

Quem vive pela fé e confia plenamente em DEUS, não pode estar preocupado com nada; nem com o que haverá de comer, de vestir, de beber, ou mesmo com as contas a pagar. A fé também elimina qualquer tipo de preocupação.

Quando DEUS chama um homem para a sua obra de forma especial, ELE cuida de fazer tudo. E a primeira coisa é afastá-lo das atividades seculares que ora desenvolvia. DEUS quer exclusividade, exatamente para a pessoa viver pela fé, confiar NELE, ser objeto dos milagres do PAI. Quem era pescador, deixou de ser; quem era cobrador de impostos, também largou a profissão; tudo para se dedicar inteiramente a obra designada por DEUS. Esse é o cuidado de DEUS com o coração do homem que ELE chamou.

“Sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou estes também glorificou” (Romanos 8:28-30). DEUS cuida de fazer tudo.

Pedro certa vez respondeu a um coxo na porta de um templo: “Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em Nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda” (Atos 3:6). Ora, Pedro, como aquele designado por JESUS para apascentar as ovelhas, poderia ser um homem muito rico na época, impregnado de moedas valiosas. Mas, não. Ele realmente não tinha absolutamente nada de material para oferecer.

O apóstolo Paulo, ao escrever para os irmãos em Filipo que tanto o ajudavam a manter o seu ministério, afirmou: “Ora, muito me regozijei no Senhor por finalmente reviver a vossa lembrança de mim; pois já vos tínheis lembrado, mas não tínheis tido oportunidade. Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece” (Filipenses 4:10-13) (grifo meu).

E para finalizar, guardemos em nosso coração as palavras do Nosso SENHOR e SALVADOR JESUS CRISTO:

“Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e os ladrões minam e roubam. Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões nem minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz. Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas! Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom” (Mateus 6:19:24).

O povo de DEUS precisa se afastar imediatamente daquilo que o tem afastado do Espírito Santo. É preciso começar uma nova caminhada, o primeiro amor, com um coração puro e sincero e sem a busca desenfreada aos bens materiais. Que o SENHOR nos livre de todo mal e nos torne dependentes DELE!

Em CRISTO,


FERNANDO CÉSAR – Escritor, autor dos livros “Não Mude de religião: mude de vida!”, “Pódio da Graça”; “Antes que a Luz do Sol escureça” e da coleção “Destrua o divórcio antes que ele destrua seu casamento”, “Destrua o adultério antes que ele destrua seu casamento”, “Destrua a insubmissão antes que ela destrua seu casamento”. Também é pastor e líder do Ministério Restaurando Famílias para Cristo.
www.casamentosrestaurados.com.br
www.familiasparacristo.com.br

 

Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame