O evangelho é para os fracos

O evangelho é para os fracos

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:07

 

forçaNa internet, o número de posts, charges, desenhos e fotos com frases “isto é para os fortes”, ou “só os fortes vão entender”, é incontável. A ênfase aponta defeitos, desvantagens, incapacidades, inabilidades e despreparos como fraquezas, coisa de “gente fraca”. O inverso, segundo a lógica do raciocínio, revela os fortes, aqueles privilegiados por características que os diferenciam, coisa de “gente forte”.
 
Tudo bem. Até tem uma certa coerência as comparações que vejo. É bom ser forte quanto a resistir as insistentes propostas do pecado. E é igualmente ruim ser fraco frente as mesmas propostas. E só. O detalhe é que a onda do “isto é só para os fortes” e “isto é só para os fracos”, empobrece a espiritualidade saudável enquanto tenta enriquecer o “eu”.
 
É compreensível. Vivendo na geração que mais entroniza o ego, o discurso de que benesses são somente para os fortes se torna algo normal e plenamente aceitável. No entanto, não deveria ser assim.
 
E não deveria ser por conta de uma realista constatação: convivemos com mais gente fraca do que com gente forte. As histórias são diferentes, as dores, os dissabores, as frustações, tudo diferente. Portanto situações específicas a cada um.
 
Contudo algo é comum: as fraquezas. Anos de depressão, derrota, insucesso, traição, trapaça, tudo isso tem a capacidade de enfraquecer o mais forte dos seres humanos. E o mundo está repleto de armadilhas que visam enfraquecer a quem puder atingir. E enfraquecem.
 
O sermão da montanha é lindo, mas primeiro Jesus cuida de nos informar seu público através das bem aventuranças. Vá até Mateus 5:3-10 e confirme, aos olhos da sociedade atual, só gente fraca. Gente fraca na qual me incluo, e para a qual o evangelho teve, tem e sempre terá a primazia.
 
Paulo, depois de conhecer e se relacionar com Cristo, entendeu muito bem a posição das fraquezas, chegando a declarar aos Coríntios 12:10 que sentia prazer nas fraquezas, pois era exatamente quando admitia sua fraqueza que ele era forte. Se o grande apóstolo teve essa sacada para sua própria vida, por que ficarmos martelando orgulhosamente que somos em tudo os bons, os melhores, os fortes?
 
Não faz o menor sentido. Não nos iludamos, quando somos fortes só o somos por causa dAquele que é Forte, o Senhor Jesus, o qual deu a vida por todos os fracos, aos quais no evangelho, e somente na prática do evangelho que vive e cresce na dependência dEle, Ele faz fortes.
 
Paz!
 
 
por Edmilson Mendes
e-mail: mendeslongo@uol.com.br
blog: calicedevida.com.br
twitter: @Edmilson_Regina
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame