Metas e obstáculos

Metas e obstáculos

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:06
corrida com obstáculosTão perto e tão longe. Já me senti assim várias vezes. Sonhos que eu podia ver nitidamente diante dos meus olhos, porém embaçadamente distantes de uma desejada realização.
 
Nenhum vento ajuda se não sabemos para onde queremos levar nosso barco. Definir uma meta é fundamental. Como definir é a questão. E como definir se nem meta se tem?
 
Eis o nó. Nunca vivi um momento tão crítico como o atual. Tenho conhecido cada vez mais pessoas sem projeto, sem ideal, sem alvo, enfim, sem uma meta para ser atingida. Tudo muito oco, opaco, sem desafios, meio largado, tipo uma filosofia de botequim, se-der-deu-se-não-der-não-deu, e vamos que vamos para ver aonde vai dar. Louco, muito louco.
 
Tente ler e conhecer biografias. Pode ser uma tentativa aleatória, estadistas, músicos, presidentes, atores, políticos, cantores, escritores, poetas. Nove em cada dez terão a marca da luta, da persistência, do sonho que se sonhou e se perseguiu, do sonho do qual se acordou e virou meta, meta pela qual se trabalhou, se batalhou, se esforçou até ser atingida.
 
Viver sem alvo enfraquece os músculos do pensamento. Leva a míngua qualquer possibilidade de motivação. O conformismo vai tomando conta de tudo, fazendo da alma uma entidade domesticada aos comandos de uma engrenagem materialista que não leva em conta sentimentos: compre, prove, viaje, curta, vá, sorria, conquiste, mereça, compre, compre e compre. Sem critérios, reflexões ou questionamentos a vida vai seguindo. Sem metas. Empobrecida, triste, vazia, só.
 
Experimente a revelação. Conheço ela pelo nome Bíblia. Passe pelos livros históricos, os poéticos, os proféticos. Leia também as cartas e triplique sua concentração nos evangelhos. As dores, os deleites, as sensações, os dilemas, as descobertas, a honra e a vergonha, enfim, tudo da alma humana está escancarado ali. Leia como meta, descubra-se como gente e realize-se como filho no Verbo que se fez carne. A revelação revela quem a gente é. E quem somos deve ser descoberta única e pessoal, não é pretensão deste texto descobrir por você, ainda que se quisesse.
 
Quando nos descobrimos em Cristo, descobrimos nossa meta em meio a um mundo tragicamente sem direção. Nossas particulares mini-histórias em nossos mini-mundos, são partículas que formam a macro-história no macro-mundo de Deus. Ele se importa com cada um de nós e só entenderemos a complexidade do mundo dEle quando nEle focarmos o nosso mundinho e, do mesmo, renunciarmos.
 
Henry Ford, certa vez afirmou que os obstáculos são aquelas coisas que vemos quando tiramos os olhos da meta final. Bem, se não tivermos uma meta então só restarão os obstáculos para serem vistos. Foque em Cristo, foque no que é certo e decida-se por fazer o certo. Como Pedro, se não vacilarmos, andaremos sobre as águas da nossa história. Se vacilarmos e afundarmos, também como Pedro, poderemos olhar novamente para a nossa meta, Jesus, o único capaz de manter nossa força em ação frente aos obstáculos. Pense. Creia. Lute.
 
Paz!
 
 
- por Edmilson Mendes
e-mail: mendeslongo@uol.com.br
blog: calicedevida.com.br
twitter: @Edmilson_Regina
 
Conferência Voz dos Apóstolos - Inscreva-se!
Siga-nos

Comentários

Mais do Guiame