Por que Darwin se destacou no mundo científico?

Criacionismo Bíblico — Derrubando Mitos

Fonte: Guiame, Cris BeloniAtualizado: terça-feira, 20 de abril de 2021 17:38
(Foto: Reprodução / Canal Ciência)
(Foto: Reprodução / Canal Ciência)

Você já parou pra pensar por que a Teoria da Evolução foi tão aceita e como Darwin se destacou tanto no meio científico? Pense nisso. Estamos falando de uma teoria que, muitas vezes, oferece ideias malucas, literalmente.

Acreditar que viemos de um ancestral em comum com os macacos é a maior delas. A sopa primordial, a qual muitos cientistas já defenderam que foi a origem da vida no Universo, é outra ideia no mínimo absurda para os tempos em que vivemos.

A complexidade de uma célula, analisada através de um nanoscópio é simplesmente incrível. Mas é um recurso que realmente não existia nos tempos de Darwin. Por que será então que em pleno século 21, alunos de ensino médio e universitários são obrigados a aprender sobre a Evolução e são manipulados a fornecer a “resposta certa” em vestibulares? Mas qual é a resposta certa?

A eles não é apresentada a possibilidade de comparação com as demais teorias existentes. Por que será? Vamos voltar um pouco no tempo. O que aconteceu antes de Darwin? Depois do longo período de mil anos da Idade Média, conhecida também como Idade das Trevas, entre 500 e 1500, as pessoas não tinham acesso à informação e nem mesmo uma Bíblia para ler.

As missas eram rezadas em latim e depois de Constantino — o Imperador romano que teve a ousada ideia de unir a Igreja ao Estado, a sociedade simplesmente parou de pensar e de questionar.

Após Martinho Lutero, com a Reforma Protestante, veio um movimento chamado Iluminismo, pregando “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”. Muitas pessoas se revoltaram com tudo o que aconteceu na Idade Média e passaram a confrontar o que lhes tiravam o direito de pensar.

A igreja que tinha ficado cativa ao governo foi muito mal vista também pelas pessoas, então misturaram tudo. Perceba aí que houve uma divisão no mundo, que deu origem ao termo “secular”, o resto é uma questão de fé e faz parte do mundo sobrenatural.

Tudo o que se relaciona à igreja agora é visto como religião. Depois do Iluminismo, é como se as pessoas tivessem jogado a Bíblia fora. Aquela desconfiança da igreja, abriu as portas para o ceticismo e o ateísmo.

Mas a igreja não é o que o mundo viu na Idade das Trevas, aquilo foi uma manipulação do Estado que usou a Igreja para controlar o povo. Governantes exerceram a política mais suja e mais corrupta de todos os tempos.

Então, a Ciência passou a ser a fonte de conhecimento e Darwin chegou justamente nessa época, se dizendo autodidata e registrando suas próprias ideias. Ele conquistou a mente das pessoas que estavam sem rumo.

E o resultado é exatamente esse que vemos hoje. Uma geração desesperada em busca de algo que as preencha por dentro. A verdade é que as pessoas precisam de Deus, mas Deus não é uma opção na Ciência. Deus não tem espaço no mundo acadêmico.

Precisa-se urgente de comunicadores que anunciem que Deus existe e que Ele quer ter um relacionamento com o ser humano. Seja um desses comunicadores. Continue com a gente aqui no Derrubando Mitos. Até a próxima!

Por Cris Beloni, jornalista cristã, pesquisadora e escritora. Lidera o Movimento Bíblia Investigada e ajuda as pessoas no entendimento bíblico para a ativação de seus dons. Trabalha com missões transculturais, Igreja Perseguida, teorias científicas, escatologia e análise de textos bíblicos.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Já ouviu falar na Ciência dos Mortos Vivos?

 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições