O que a Bíblia diz sobre calamidades como a pandemia?

Escatologia — Fim dos Tempos

Fonte: Guiame, Cris BeloniAtualizado: quarta-feira, 25 de agosto de 2021 12:32
(Foto: Canva)
(Foto: Canva)

“Vá, meu povo, entre em seus quartos e tranque as portas; esconda-se por um momento, até que tenha passado a ira dele.” (Isaías 26.20)

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que esse é um texto que fala de “intimidade com Deus e confiança Nele”. Por outro lado, ele faz parte do “mini Apocalipse de Isaías” onde estão várias profecias sobre o “julgamento global”. E vivemos justamente no auge da globalização. Sabemos que quando uma nação passa por determinado problema, ela acaba atingindo as demais.

O livro de Isaías, nos capítulos 13 a 23 fala do julgamento das nações. E do capítulo 24 até 27 (que os teólogos chamam de mini Apocalipse) fala do julgamento de Deus sobre todo o Planeta Terra. Veja aqui algumas passagens:

“A terra está contaminada pelos seus habitantes, porque desobedeceram às leis, violaram os decretos e quebraram a aliança eterna.” (Isaías 24.5)

Sabemos através da história que muitas nações e impérios foram julgados por Deus, como a Síria, Babilônia, Império Romano e Pérsia. Os poderosos do passado foram aniquilados e destruídos. O mesmo acontecerá com as nações atuais. Agora que já falamos do contexto, vamos entender alguns detalhes do texto:

Vá, meu povo – Perceba que Deus chama o povo de “meu”. Se você sente que faz parte do povo de Deus, esse texto vai falar ao seu coração.

Entre em seus quartos e tranque as portas – ou seja, esteja a sós com Deus, em particular e busque a Sua proteção. Quarto é lugar de intimidade e também de repouso. No literal esse texto também funciona, pois na época em que Isaías escreveu essas palavras as pessoas deveriam ficar em casa, em comunhão com Deus, enquanto a guerra acontecia lá fora. Mas estamos aqui falando de algo mais espiritual. Jesus também citou o quarto quando falou da oração.

“Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está no secreto. Então seu Pai, que vê no secreto, o recompensará.” (Mateus 6.6)

Quando oramos ficamos totalmente isolados do mundo e podemos chamar esse momento de “quarto trancado”. Vou dar um exemplo. Você já esteve numa igreja lotada e ficou com a sensação de que a Palavra era exclusivamente para você? Apesar das pessoas ao redor, aquele era um momento de intimidade com Deus e Ele estava ali falando especialmente sobre a sua vida. Não é difícil encontrar depoimentos como este. É como se Deus “fechasse a porta” para ter um particular com você, independente do lugar.

Você sabia que quando fechamos os nossos olhos para orar, fechamos também as janelas para o mundo? E quando paramos de pensar nos nossos problemas, também fechamos a porta para o mundo. É por isso que a Bíblia diz para “mantermos o pensamento nas coisas do alto” (Colossenses 3.2). Porque quando pensamos nas coisas terrenas, nos afastamos de Deus.

“Entrar no quarto e trancar a porta” também é uma metáfora que quer dizer “afaste-se do mundo e fique mais perto de Deus”.

O texto ainda diz: “esconda-se por um momento, até que tenha passado a ira dele”.

Será que podemos contextualizar isso? A resposta é sim!

A Bíblia fala claramente do juízo de Deus sobre o mundo e os ímpios. Deus não se agrada de maldades, injustiças, mentiras e corrupção. Daí ele fica “irado”. E essa é uma palavra bastante usada na Bíblia. Veja:

“Portanto, a ira de Deus é revelada do céu contra toda impiedade e injustiça dos homens que suprimem a verdade pela injustiça...” (Romanos 1.18)

Esse texto de Romanos é simplesmente incrível e revelador. Diz que os homens ou seres humanos são indesculpáveis, pois conheceram a Deus e não o glorificaram como Deus. São pessoas de pensamentos fúteis. “Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos” (Romanos 1.22). O texto inclusive dá detalhes sobre o comportamento dessas pessoas: elas são injustas, maldosas, gananciosas e depravadas; cheias de inveja, homicídios, rivalidades; pessoas sem amor pela família, desobedientes e insolentes. Alguma semelhança com a sociedade atual? Tudo isso desperta a ira de Deus e traz o seu juízo sobre a humanidade.

Como?

Há variadas formas que revelam que o juízo de Deus vem acontecendo ao longo da história da humanidade. Fomes, guerras, holocaustos, doenças, pragas e até pandemias. A Bíblia diz que tudo, “exatamente tudo” o que acontece está debaixo do controle de Deus. Veja aqui alguns termos bíblicos: Ele castiga a iniquidade, envia pestes terríveis, desgraças horríveis prolongadas, doenças graves e persistentes. Deus fere a terra. Mas ele trata com amor os seus filhos.

“Como é feliz o homem a quem Deus corrige; portanto, não despreze a disciplina do Todo-poderoso. Pois ele fere, mas dela vem tratar; ele machuca, mas suas mãos também curam.” (Jó 5.17-18)

“Não há deus além de mim. Faço morrer e faço viver, feri e curarei, e ninguém é capaz de livrar-se da minha mão.” (Deuteronômio 32.39)

“Desde os dias mais antigos eu o sou. Não há quem possa livrar alguém de minha mão. Agindo eu quem impedirá?” (Isaías 43.13)

Agora vamos falar sobre a consequência do pecado original

Vale lembrar que o mundo, originalmente, foi criado com perfeição. Tudo era bom. Mas em determinado momento, Deus disse para o homem: “...maldita é a terra por sua causa.” (Gênesis 3.17)

Então esse cenário que vivemos já foi previsto desde o começo. Tudo o que já aconteceu e o que ainda está para acontecer, faz parte dos planos de Deus. A vontade Dele prevalece.

“Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do Senhor.” (Efésios 5.17)

O que devemos fazer?

A nossa parte, como sempre. Preste atenção em alguns textos que estão na carta aos Tessalonicenses:

“Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo a couraça da fé e do amor e o capacete da esperança da salvação.” (1 Tessalonicenses 5.8)

“Exortamos vocês, irmãos, a que advirtam os ociosos, confortem os desanimados, auxiliem os fracos, sejam pacientes para com todos.” (1 Tessalonicenses 5.14)

“Alegrem-se sempre. Orem continuamente. Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus. Não apaguem o Espírito. Não tratem com desprezo as profecias, mas ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom. Afastem-se de toda forma de mal.” (1 Tessalonicenses 5.16-22)

Agora esse texto de 1 Pedro:

“Se algum de vocês sofre, que não seja como assassino, ladrão, criminoso ou como quem se intromete em negócios alheios. Contudo, se sofre como cristão, não se envergonhe, mas glorifique a Deus por meio desse nome. Pois chegou a hora de começar o julgamento pela casa de Deus; e, se começa primeiro conosco, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de Deus?” (1 Pedro 4.15-17)

Não temas

Em tempos de calamidade, seja por meio de guerras e fomes ou de pandemias como essa mais atual, que se chama “coronavírus”, não tenha medo. Já era previsto biblicamente, é só mais um aviso para um tempo que já foi anunciado: o dia do juízo!

Seguem alguns textos do livro de Sofonias:

“O grande dia do Senhor está próximo; está próximo e logo vem. Ouçam! O dia do Senhor será amargo; até os guerreiros gritarão.” (Sofonias 1.14)

“Aquele dia será um dia de ira, dia de aflição e angústia, dia de sofrimento e ruína, dia de trevas e escuridão, dia de nuvens e negridão, dia de toques de trombeta e gritos de guerra contra as cidades fortificadas e contra as torres elevadas.” (Sofonias 1.15-16)

“Trarei aflição aos homens; andarão como se fossem cegos, porque pecaram contra o Senhor. O sangue deles será derramado como poeira, e suas entranhas como lixo.” (Sofonias 1.17)

“Nem a sua prata nem o seu ouro poderão livrá-los no dia da ira do Senhor. No fogo do seu zelo o mundo inteiro será consumido, pois ele dará fim repentino a todos os que vivem na terra.” (Sofonias 1.18)

Estamos no mundo, mas não fazemos parte dele

Por enquanto, os juízos de Deus são enviados para a correção daqueles a quem Ele ama, porque muitos despertam nas dificuldades, nas tristezas e nas dores. Mas haverá um dia em que a ira de Deus virá para exterminar os maus. Mas os bons serão poupados.

“Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para recebermos a salvação por meio de nosso Senhor Jesus Cristo.” (1 Tessalonicenses 5.9)

“Repreendo e disciplino aqueles que eu amo. Por isso, seja diligente e arrependa-se.

Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo.” (Apocalipse 3.19-20)

E enquanto estamos aqui, apesar de tudo, temos um “quarto” para nos esconder, como diz o texto que estamos estudando hoje:

“Vá, meu povo, entre em seus quartos e tranque as portas; esconda-se por um momento, até que tenha passado a ira dele.” (Isaías 26.20)

Lembre-se disso: orando nos escondemos “Nele”, no autor da vida. Seguem alguns textos de Salmos para edificar a nossa fé:

“Eu clamo a ti, ó Deus, pois tu me respondes; inclina para mim os teus ouvidos e ouve a minha oração. [...] esconde-me à sombra das tuas asas, dos ímpios que me atacam com violência, dos inimigos mortais que me cercam.” (Salmos 17.6-9)

“Como é precioso o teu amor, ó Deus! Os homens encontram refúgio à sombra das tuas asas.” (Salmos 36.7)

“Senhor, tu és o nosso refúgio, sempre, de geração em geração.” (Salmos 90.1)

“É melhor buscar refúgio no Senhor do que confiar nos homens.” (Salmos 118.8)

“Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade.” (Salmos 46.1)

“O Senhor é a minha luz e a minha salvação; de quem terei temor? O Senhor é o meu forte refúgio; de quem terei medo?” (Salmos 27.1)

Esse é um tempo difícil, de quarentena, quando não podemos nos aproximar uns dos outros e nem nos abraçar. Mas podemos tocar as pessoas com a Palavra, podemos avisar aos nossos queridos que é seguro “entrar no quarto e trancar a porta” e ali Ele vai nos abraçar bem forte e dizer: calma, logo tudo isso vai passar!

“Pois a sua ira só dura um instante, mas o seu favor dura a vida toda; o choro pode durar uma noite, mas alegria vem pela manhã.” (Salmos 30.5)

Por Cris Beloni, jornalista cristã, pesquisadora e escritora. Lidera o Movimento Bíblia Investigada e ajuda as pessoas no entendimento bíblico para a ativação de seus dons. Trabalha com missões transculturais, Igreja Perseguida, teorias científicas, escatologia e análise de textos bíblicos.

* O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: O livro de Gênesis é um livro de fatos

Siga-nos

Mais do Guiame