E quando A Cabana acaba?

Tentar encontrar Deus em uma cabana, é tentar encontrar Deus em um lugar. Há muito tempo Deus deixou de habitar lugares.

Fonte: Guiame, Bruno dos SantosAtualizado: quinta-feira, 13 de abril de 2017 18:43
A Cabana. (Foto: The Shack)
A Cabana. (Foto: The Shack)

"Mackenzie, a religião tem a ver com respostas certas e algumas dessas respostas são de fato certas. Mas eu tenho a ver com o processo que leva você à resposta viva, e só ele é capaz de mudá-lo por dentro. Há muitas pessoas inteligentes que dizem um monte de coisas certas a partir do cérebro porque aprenderam com alguém quais são as respostas certas. Mas essas pessoas não me conhecem. Assim, na verdade, como as respostas delas podem ser certas, mesmo que estejam certas? — Ela sorriu. — Ficou confuso? Mas pode ter certeza: mesmo que possam estar certas, elas estão erradas.”

Este é um pequeno trecho do livro "A Cabana”, obra de ficção de William P. Young, que tem arrastado milhares de pessoas aos cinemas e feito a cabeça de alguns cristãos como uma expressão metafórica do "evangelho" em nossos dias. O deus relativizado da Cabana, se insere na fé relativizada do cristão de nossos dias, que vai ao cinema para ouvir Deus falar e vai as igrejas para ter entretenimento aos domingos.

Assim como no trecho acima, a explicação é confusa, a percepção é confusa e o deus da cabana é bem parecido com o deus da Tenda. Um deus misterioso, que se aproveita da dor e fragilidade, um deus moldado às nossas expectativas, um deus do liberalismo teológico, cheio de percepções humanas, gregas e universais.

O Cristo de Deus revela bem mais que uma explicação para o sentido da vida. Até porque não existe sentido em encontrar sentido sem Deus na vida. Ele “tabernaculou" entre nós. Ele deixou tendas e cabanas há muito tempo. Hoje ele vive em nós pelo seu Espírito. E se revela em nós não com recados, mas pela Sua Palavra.

E isso se desenvolveu de tal maneira na história que não precisamos mais de TENDAS e nem de CABANAS, para encontrarmos Deus. Ao encontrar o Deus verdadeiro em mim, saio com mais perguntas que respostas. Até porque a vida da fé não é uma vida de conhecimento pleno, mas de dúvidas constantes e questionadoras, por isso é fé. Fé é apostar que o melhor a fazer é se render nas mãos de Deus, ainda que não se entenda os processos doloridos próprios de uma vida caída.

Tentar encontrar Deus em uma cabana, é tentar encontrar Deus em um lugar. Há muito tempo Deus deixou de habitar lugares. No filme "A Cabana" você não vai encontrar nada além de uma bonita história de perdão e superação, nada mais... até porque o deus da cabana acaba, o filme termina e a vida continua... e somente um Deus que possui o controle da história nas mãos poderá nos dar paz em meio aos mais terríveis conflitos que vivemos.

 

*O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Siga-nos

Mais do Guiame