Vantagens do Ômega-3

Vantagens do Ômega-3

Atualmente, dietas ricas em peixes têm sido muito investigadas devido a um dos principais nutrientes deste alimento, o ômega-3.

O ácido graxo (gordura) ômega-3, é chamado de ácido alfa-linolênico e é caracterizado por ser um ácido graxo poliinsaturado essencial pois previne sintomas de deficiência e não pode ser sintetizado pelo organismo dos seres humanos. Deste forma, deve ser assimilado através do consumo de alimentos. Ele é encontrado em óleos vegetais como canola ou soja, margarinas feitas à base destes óleos vegetais, óleo de linhaça, nozes (oleaginosas) e principalmente nos peixes de águas frias e profundas como salmão, truta, arenque, cavalinha, atum, destacando-se a manjuba e sardinha.

Estudos recentes têm relacionado o consumo de alimentos fontes de ômega-3 com a melhora da concentração e da memória, aumento da motivação e da velocidade de reação, aumento das habilidades motoras e prevenção de doenças degenerativas. Dentre os benefícios do consumo de ômega-3 pode-se destacar: diminuição das taxas de triglicérides e do colesterol total sanguíneo, redução da pressão arterial de indivíduos com hipertensão leve, diminuição da incidência de doenças coronarianas e aterosclerose, melhora na resposta inflamatória e conseqüentemente no sistema imunológico, prevenção na formação de coágulos e aumento de vasodilatação. Além disso, está relacionado com a inibição da depressão e agressividade e com a diminuição da proliferação de células cancerígenas, assim como, com a diminuição de reações alérgicas.

Alguns estudos demonstram que a deficiência de ômega-3 está associada a doenças do Sistema Nervosos Central, como a depressão, a esquizofrenia, o déficit de atenção, a hiperatividade e a agressividade.

Relatos descrevem que devemos consumir 1g/dia de ômega-3 ou comer peixe pelo menos 1x/semana.O ideal seria intercalar o consumo de peixes com outras carnes, preferindo peixes 2 a 3x/semana.

Entretanto devemos ressaltar que o excesso de qualquer alimento pode ser prejudicial à saúde. No caso do ômega-3, seu excesso, pode acarretar piora da coagulação, infecções e peroxidação lipídica, uma vez que possui alto poder de oxidação. Uma alternativa, seria consumir alimentos fonte de ômega-3 juntamente com alimentos antioxidantes com vitamina E, C ou selênio como o brócolis, azeite de oliva extra-virgem e sucos cítricos.

Apesar do ômega-3 ser considerado um alimento funcional, é importante lembrarmos que ele é uma gordura e como todas as gorduras, agrega valor calórico aos alimentos. Neste caso, seu consumo deve ser realizado em substituição de outras gorduras e não apenas em adição ao restante da alimentação diária.

Marlene Nunes Aldin Borgherese é Nutricionista Totalcare SP

'