Compressa quente ou fria? Depende do tipo de lesão

Compressa quente ou fria? Depende do tipo de lesão

Quando você se machuca ou sente uma dor aguda, usa bolsa de água quente ou fria? Acertou se respondeu a segunda opção.

As compressas frias são indicadas principalmente para contusões na fase mais crítica. A aplicação pode diminuir a dor muscular e facilitar a movimentação da articulação afetada. "De forma alguma ponha gelo diretamente na pele: ele precisa estar dentro de um plástico ou mesmo envolvido em uma toalha", alerta o especialista Linus Pauling Fascina, superintendente médico do Hospital SEPACO.

"A baixa temperatura, utilizada até 48 horas após uma lesão que não tenha ferida aberta, diminui a percepção da dor, o risco da inflamação e a quantidade de sangue no local, o que evita inchaço. Ao adotar uma compressa quente nessas condições, você pode provocar o efeito contrário", resume o fisioterapeuta Alexandre Dias Gabriel, do Rio de Janeiro.

Já o calor emite ondas que agem nos tecidos e relaxam a musculatura, que poderia ficar ainda mais rígida com uma bolsa gelada. As compressas quentes são geralmente usadas em casos mais crônicos. Elas são indicadas para aliviar cólicas e dores recorrentes nos músculos e juntas. O calor gerado ativa a circulação do sangue e pode ajudar no tratamento de doenças inflamatórias.

Em geral, a bolsa - quente ou fria - deve ser aplicada por 30 minutos de duas a três vezes ao dia.

'