Caqui é bom para o fígado e problemas intestinais

Caqui é bom para o fígado e problemas intestinais

Fruta de sabor doce e agradável, contém vitamina A, B1 e B2, além de quantidade considerável de fibras que regulam as funções intestinais.

A vitamina A é indispensável à vista, conserva a saúde da pele, evita infecções, auxilia o crescimento e faz parte da formação do esmalte dos dentes. A vitamina B1 tonifica o músculo cardíaco e ajuda a regular o sistema nervoso e o aparelho digestivo. A vitamina B2 é essencial ao crescimento, evitando ainda a queda de cabelos.

É muito recomendada contra afecções do fígado, problemas intestinais, catarros da bexiga e as enfermidades das vias respiratórias. As pessoas que sofrem do estômago e que apresentam manifestações de acidez, dores ou cãimbras, melhoram contendo 2 ou 3 caquis por dia.

Na hora da compra, deve-se dar preferência a caquis sem rachaduras, firmes e de cor uniforme. Devem ser guardados em geladeira ou lugar fresco onde se conservam por até 5 dias. Mas o caqui só deve ser lavado na hora de ser consumido. Caso contrário, azeda-se facilmente.

O caqui-chocolate é mais resistente e se apresenta na cor alaranjada. Para que não perca suas qualidades nutritivas, essa fruta deve ser consumida sempre ao natural.

Seu período de safra vai de fevereiro a abril.

Cem gramas de caqui fornecem 78 calorias.

'